Página Inicial > Mutirão Mata-fome > 1° Mutirão Mata-fome em parceria com a UNISUL

1° Mutirão Mata-fome em parceria com a UNISUL

27 de março – Sábado chuvoso e lá fomos nós, juntamente com uma equipe da UNISUL, para o primeiro Mutirão Mata-fome em parceria com esta instituição.

Como não recebemos muitas doações nos últimos meses, as aldeias de Palhoça – Morro dos Cavalos e Maciambu -, estavam desamparadas por nossa assistência, por isso batemos tanto na tecla de que sem a sua ajuda não conseguimos fazer tudo que podemos para aliviar o sofrimento dos peludos que lá habitam. Sem a sua ajuda estes animais padecem na pior agonia possível: a FOME!

Em Maciambu, fomos recepcionados por latidos e chorinhos carinhosos e de saudades dos cães, e lá no fundo vinham os gatos com miadinhos de alegria por nossa visita. Não perderam tempo e logo foram enchendo a barriga, pois a fome era evidente. O número de animais daquela aldeia diminuiu drasticamente. Segundo relatos dos índios, muitos adoeceram e pararam de comer (ou será que não tinham o que comer?). Enfim, alimentamos todos e deixamos ração para a semana seguinte.

Depois de quase duas horas de trabalho, fomos à aldeia do Morros dos Cavalos. Lá a situação estava pior, muitos animais famintos e doentes. O Giovani, cão-anfitrião desta aldeia, como sempre um doce, veio correndo abraçar a todos!

Reencontramos Tiara, que há meses não víamos desde que sua família se mudou da aldeia de Biguaçu para Palhoça, em péssimas condições, escondida embaixo da casa, completamente sem pelos, faminta e apavorada. Assim que ouviu minha voz veio correndo e pediu colo, achei estranho, pois não a reconheci, obviamente. Depois de muita conversa descobri que aquele “resto” de cachorro era ela!

fotos.tiara.outubro.2009

Tiara em outubro de 2009, quando ainda estava na aldeia de Biguaçu. Fotos do dia que a levamos para ser castrada numa clínica veterinária particular.

Como a encontramos no último sábado...

Como a encontramos no último sábado... OBS.: erro na data da máquina fotográfica.

Tiara foi medicada e deixamos medicamento para ser dado ao longo de 21 dias, na esperança que seus tutores sigam com o tratamento.

Todos os animais do Morro dos Cavalos foram alimentados, e também deixamos ração para que cada família os alimente nos próximos dias. Ficamos entristecidos ao saber que muitos de nossos amigos peludos morreram atropelados. Notamos a falta de vários deles =(

A segurança desta aldeia está ameaçada pela duplicação da BR-101, onde crianças e animais convivem diariamente, sem nenhum obstáculo ou proteção, a 25 passos da estrada onde caminhões passam a mais de 100km/h.

Este sábado foi o início esperançoso de um novo futuro para essas aldeias de Palhoça.

cartaz-parceria-oba-unisul

Cartaz que está sendo divulgado na UNISUL, convocando as pessoas a participarem do próximo Mutirão em Palhoça, no dia 10 de abril.


Mutirão Mata-fome 27/03/2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Mutirão Mata-fome

  1. fabiano martins
    2, abril, 2010 em 00:07 | #1

    O trabalho do OBA e digno de bater palmas, mas se comprova pelas fotos que essas comunidades indigenas não tem a mininma educação e cosciência para tratar desses animais, e lamentavel uma prefeitura da palhoça não ter um centro de zoonoses para recolher eses animais e posterior trabalho com ongs para castração e adoção dos mesmos.Esse trabalho do OBA e merecedor em ajudar cães e gatos que não tem a minima atenção de tutores não preparados para saber cuidar de um animal.Quem não cuida de seu animal de estimação não terá futuro para cuidar de si e dos outros.

  1. 30, julho, 2010 em 17:56 | #1

 
Por favor digite no campo abaixo a palavra: OBA
No preencha o campo abaixo.