Página Inicial > Amizade > Fidelidade

Fidelidade

Quando li a reportagem achei a história incrível, mas quando assisti ao vídeo me deu um certo mal-estar. Não me desceu a justificativa de que doaram o cãozinho para outras pessoas porque “ficou travesso demais”, e ainda escondido das crianças, que choraram e perguntaram se “ele iria voltar”. Affff… O mínimo que esta família tem a fazer para retribuir tamanha prova de amor e fidelidade de seu amigo peludo é colocar uma grade no muro e CASTRÁ-LO, para evitar futuras fugas e brigas.

***

Cachorro percorre 60 km e, após 1 ano e meio, volta ao antigo lar

Fonte: G1

Ele tinha sido doado para uma família, mas voltou para seus antigos tutores.
Vira-lata fugiu por portão que estava aberto e foi de Franca para Jeriquara.

 

Um vira-lata chamado Fred, que havia sido doado para uma família de Franca, a 400 km de São Paulo, percorreu 60 km durante um ano e meio e retornou ao seu antigo lar, em Jeriquara, também no interior da capital.

Assim que foi doado, Fred percebeu que aquela não era sua casa. Nem a comida farta e a companhia de outro cão o agradaram e, em apenas três dias, pulou a grade e fugiu pelo portão que estava aberto. Ninguém teve notícias do vira-lata durante um ano e meio, até que ele reapareceu na sua antiga casa.

Segundo a professora Patrocínia Silva Soares, tutora do cão, todos ficaram emocionados. “Ele colocou as patinhas no muro e ficou olhando pra dentro de casa assim que chegou. Quando eu abri o portão sem falar o nome dele e ele entrou, o reconheci. As crianças ficaram sem acreditar, emocionadas”, disse.

O cão está mais magro, mas, apesar de fraco, continua esperto e já chegou a fugir de casa novamente, mas sempre volta.

Para o veterinário Daniel Paulino Júnior, uma das explicações para o retorno de Fred é que o animal tem uma memória mais avançada do que os humanos para sons e cheiros. “Ele deve ter sido alimentado de restos de comida durante todo o tempo que ficou na rua. Também deve ter passado frio e sede. Na verdade, ele sobreviveu só para encontrar sua família”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Amizade

  1. 16, julho, 2010 em 23:17 | #1

    Vão se !@#$@#%$. Familiazinha viu?
    Ja ouviram falar em grades, portão?
    Sempre assim, mais fácil se livrar do “problema” né?
    ui ui ui Que venha 2012!

  2. Anne
    19, julho, 2010 em 09:17 | #2

    O Faustão mostrou essa história ontem, mas tb não gostei da abordagem… Ainda por cima o veterinário que opinou sobre o caso deu a entender que foi “por acaso” que ele retornou a casa. Grande oportunidade de conscientização desperdiçada…

  3. Luzia Manenti de Souza
    18, abril, 2011 em 16:22 | #3

    O homem em si poderá se tornar melhor convivendo com um animal, se parar uns minutos para observar perceberá o quanto um animal é sábio, mesmo não falando como nós será que os animais são realmente irracionais? dizem: o animal ataca, morde, mata ou machuca quando se sente ameaçado. E o HOMEM, porque mata? não é acaso o homem racional?

  4. Luzia Manenti de Souza
    18, abril, 2011 em 16:34 | #4

    Meu cachorro poodle de 12 anos morreu envenenado nas minhas mãos, senti uma grande tristeza, chorei muito porque meu cachorro era manso, atencioso e obediente, fiquei pensando: meu Deus! o ser humano esta se consumindo em ódio, inveja, arrogância, soberba, vaidade ao extremo onde muitos não se contentam com o que são e querem ser sempre mais. e o coração? tem o que dentro? e o espírito, se alimenta de que? ja é horrorizante ver tragédias neste mundo todo com gente e com animais tambem, da insanidade humana quem paga? todos que necessitam comer, respirar e sobreviver.

  1. 31, julho, 2010 em 00:19 | #1

 
Por favor digite no campo abaixo a palavra: OBA
No preencha o campo abaixo.