Arquivo

Arquivo de agosto, 2010

Mutirão Mata-Fome na Aldeia de Biguaçu – 22/08/2010

31, agosto, 2010

Sábado retrasado, um dia antes do mutirão, não tinhámos sequer 15 quilos de ração e, mesmo assim, insistimos em não desmarcar a ação de domingo. E antes que pudéssemos perder as esperanças, 200 quilos de ração milagrosamente foram doados em dois pontos de arrecadação da cidade e fizeram ele acontecer. MUITO OBRIGADA POR AJUDAR!

Domingo à tarde, 22/8. Carros lotados de energia e comida. Iniciava-se mais um Mutirão Mata-Fome na aldeia indígena de Biguaçu.

Adivinha quem entrou dentro do saco de ração?

Adivinha quem entrou dentro do saco de ração?

Fomos recebidos pelos patudos com muita alegria e animação em todas as casas que estivemos, os barulhinhos das bocas “nervosas” famintas a mastigar cada grãozinho da ração era como uma canção que entrava mansa em nossos ouvidos. A sensação de estar ajudando é indescritível, eu realmente não sei dizer quem fica melhor, nós ou eles. Aqueles olhinhos vibrantes com nossa presença, os rabinhos sacudidos e as lambidas de declaração de amor e gratidão tornam aquela atmosfera menos pesada.

Infelizmente, é impossível sair da realidade, pois a situação daqueles animais é triste e até revoltante. E é por eles que dedicamos algumas horas da nossa semana para renovar as esperanças dos patudos que lá vivem.

Aproveitamos nossa visita para devolver duas gatinhas que foram castradas, e puderam ficar na clínica veterinária no pós operatório.

Tudo estava correndo de acordo com o esperado, barriguinhas cheias, alegria, carinho, amor, até que nas duas últimas casas encontramos animais desnutridos, debilitados e doentes. Sarna, fungo, dermatites, infecção, carrapatos, pulgas, bernes e bicheira. 14 ao todo foram medicados e 1 internada. Saímos da aldeia às 21 h direto para o veterinário, que como sempre, nos atendeu prontamente.

Fofinha internada. Financie nossas ações!

Fofinha internada. Financie nossas ações!

A peludinha foi diagnosticada, entre outras coisas, com sarna demodécica. Diferente da sarna comum, a demodécica necessita de tempo e dedicação para ser controlada, já que a cura não existe. Não transmissível para humanos, o contágio entre os cães se dá de mãe para seus filhotes, portanto é mais um dos beneficios da castração, pois impede que animais se reproduzam perpetuando essa maldição –> Clique aqui e saiba mais. A minha cachorrinha mais velha tinha essa doença, e durante os seus 15 anos, só teve uma manifestação quando filhote e jamais voltou a ter uma recaída.

Animais acometidos com essa enfermidade devem ter a imunidade reforçada, para que jamais voltem a manifestar os sintomas. A esposa do Pirata, apesar de toda adversidade encontrada no ambiente onde vivia, depois de tratada, ficou linda e saudável por muito tempo, mas infelizmente ela virou estrelinha. Veja o antes e depois dela aqui.

Nossos medicamentos estão acabando, por favor, DOE! Clique aqui para saber quais são os mais utilizados.

O nosso muito obrigada a todas os voluntários que decidiram fazer a diferença, e não se omitiram diante de tanto sofrimento!

Fotos da ação na aldeia:

Clique nas imagens para ampliá-las.

Mutirão Mata-fome

Ajude a encontrar o Tatame

30, agosto, 2010

Talvez muitos dos queridos voluntários da Cão Terapia nem o conhecessem. Tatame é muito mais do que medroso. Tem um pânico absurdo de pessoas. Bastava um humano se aproximar para ele começar a tremer! Vivia enfiado em um canto de parede no CCZ… ali se sentia seguro. Passaram alguns meses e Tatame, mesmo com as pacientes tentativas dos voluntários em fazê-lo confiar nos humanos, não demonstrava nenhuma melhora. Resolveram então que em uma casa, num local mais tranquilo, onde pudesse ter atenção só pra ele, talvez tivesse uma chance de melhora. Foi levado, então, à casa de uma voluntária que estava disposta a cuidar dele até se recuperar.

Porém, num dia que precisaram sair com ele, o Tatame, em um ataque de pânico, descendo as escadas defecando e urinando de pavor, acabou mordendo o voluntário, arrebentando a guia e se soltando. Saiu correndo,  passou por uma grade e não foi mais encontrado. Procurado desde sexta-feira (27), até agora não se tem notícia dele.

Este post é um apelo a todos que puderem ajudar a procurá-lo. Ele fugiu no bairro Trindade, nas proximidades do Mini Mercado Manhattan e também do Condomínio Manhattan. Infelizmente não temos fotos dele, mas o cartaz abaixo tem a foto de um cão parecido com o Tatame que pode ajudar a localizá-lo. O Tatame provavelmente não estará perambulando pelas ruas. Ele encontrará um canto, um buraco, qualquer local onde possa se esconder e se sentir seguro longe dos humanos. Apesar de ter mordido o voluntário (não foi nada grave) ele não é agressivo! Apenas morre de medo! Se puder, ajude a espalhar cartazes pela região, até mesmo na UFSC. Ele pode estar em qualquer local da região.

Por favor, ajude a encontrar o Tatame!

Por favor, ajude a encontrar o Tatame!

Contamos com seu apoio para encontrá-lo. Obrigada!

Procura-se

Apelo às ONGs de proteção animal catarinenses

30, agosto, 2010
Comentários desativados em Apelo às ONGs de proteção animal catarinenses

Olá!

Como você bem sabe, nossa causa não conta com o apoio e estrutura desejados. Porém, cabe a nós lutar para mudar esta realidade. Em 16 de agosto, ONGs de Florianópolis se reuniram com a candidata a deputada estadual Rose Berger (veja aqui: http://www.obafloripa.org/blog/2010/08/rose-berger-recebe-entidades-ligadas-a-protecao-animal/) e nesse encontro, decidiu-se entregar um ofício a todos os candidatos a Governador do estado de Santa Catarina, com alguns pedidos pelos animais (leia abaixo, em azul).

Para que tal documento dê resultados, entretanto, precisamos do apoio das ONGs catarinenses! Vamos nos unir, gente!


adesivo

Ângela Amin
Raimundo Colombo
Ideli Salvatti
Rogério Novaes
Carmelito Smieguel
Amadeu Hercílio da Luz
Professor Walmir
Gilmar Salgado

Candidato a governador do estado de Santa Catarina

Tendo em vista a saúde pública e o bem-estar dos animais, nós, ONGs de proteção animal do estado de Santa Catarina dirigimos esse documento a V. S., solicitando a consideração das medidas expostas à seguir. Inicialmente, gostaríamos de lembrar que a convivência com os animais é cada vez mais estreita, por exemplo, o cachorro que antes vivia no campo, passou a viver na casinha do jardim e hoje vive em apartamento, compartilhando o espaço com a família, e o meio urbano com os humanos. Os animais também compartilham conosco as doenças e os perigos de tal meio.

Diversas zoonoses perigosas à população humana surgem do contato com animais infectados que, para chegar a tal situação, foram negligenciados e abandonados por aqueles que deveriam se responsabilizar por seu bem-estar e sua saúde.

Para uma sociedade mais justa para animais e humanos é que solicitamos:

1- A revisão, compilação e aperfeiçoamento das leis estaduais que versam sobre a matéria, para que Santa Catarina seja referência no cenário nacional;

2- Para que estas leis sejam efetivamente cumpridas faz-se necessário a criação de uma Delegacia especializada em crimes contra os animais, como já existem nas cidades de Campinas – SP e Vitória – ES;

3- Para controlar a população de animais errantes nos municípios catarinenses, solicitamos a criação de CCZs (Centros de Controle de Zoonoses) com departamento de Bem-Estar Animal, nos moldes do existente em Fpolis. A finalidade é controlar as zoonoses através de cirurgias de esterilizações gratuitas para a população de baixa renda, respeitando a vida dos animais;

4- O Governador eleito se compromete a envidar todos os esforços para a liberação de recursos oriundos do Ministério da Saúde, destinados a construção de Centros de Controle de Zoonozes que trabalhem de forma ética e com respeito à vida dos animais para o Estado de Santa Catarina, bem como para as obras de ampliação e melhorias nos Centros já existentes;

5- A efetiva repressão e extinção da prática criminosa da “Farra do Boi” no Estado de Santa Catarina;

Infelizmente, como os sociólogos insistem em dizer, o funcionamento da sociedade não é perfeito, logo, mesmo com leis, delegacias e CCZs, os animais estarão à mercê de maus-tratos, doenças contagiosas, negligência, abuso, abandono. E é para prevenir e combater tais injustiças que existe um movimento forte por eles, as ONGs de proteção animal. Entretanto, por ser uma causa que exige análise e filosofia para ser compreendida, nem sempre recebe o apoio financeiro necessário para atuar ativamente na sociedade. Usando como exemplo a lei Rouanet ou as leis estaduais de cultura e desportes, que facultam aos pontos de cultura a captação de recursos privados por meio de patrocínio e desconto de imposto de renda para exercerem suas atividades culturais e desportivas. Portanto, faz-se necessário:

6- Aprovação de uma lei estadual que beneficie as organizações de proteção animal com a captação de recursos públicos e/ou dotação orçamentária para a causa dos animais.

Lembrando que os animais são seres sencientes que dividem conosco, desde tempos imemoriais, o mesmo céu e o mesmo sol, e que protegê-los é lei constitucional, aguardamos que V. S. considere e se comprometa com nossas solicitações.

Florianópolis – Santa Catarina

Contato para assinatura do documento: mariagraciadutra@hotmail.com

Campanhas

Nunca julgue rapidamente

29, agosto, 2010

Conheça cinco histórias de crianças que estão mudando a vida dos animais

29, agosto, 2010
Bradon Wood (Foto: Animals Change)

Bradon Wood (Foto: Animals Change)

Crianças dos Estados Unidos estão pegando os limões azedos da crueldade com animais e fazendo limonadas… Algumas vezes literalmente, como no Concurso Limonada para os Abrigos, da American Humane. Conheça a nova geração do movimento pelos animais, por meio desta reportagem feita pela Animals Change.

Brandoon Wood, 10, ajuda a salvar chimpanzés de laboratórios e faz campanhas pelo término de experimentos em primatas: Brandon achava que queria um chimpanzé de estimação, até que ele fez uma pequena pesquisa e descobriu que eles pertencem à natureza. Ele também descobriu que mil chimpanzés estavam presos em um laboratório, alguns sendo submetidos a experimentos invasivos, muito longe da natureza. Então, ele começou a campanha Make a Chimp Smile (Faça um Chimpanzé Sorrir) para arrecadar fundos e conscientizar a população, para que tirem os chimpanzés dos laboratórios e soltem-nos em santuários. Apesar de ele estar tocado por suas histórias individuais, ele também aborda a questão em nível nacional, e se tornou adepto do Ato de Proteção aos Grandes Primatas para que experimentos em macacos sejam abolidos de uma vez por todas.

Monica Plumb, 12, fornece máscaras de oxigênio para animais a departamentos de bombeiros: experts estimam que de 40 mil a 100 mil animais morrem em incêndios por ano, e há pouco que os bombeiros possam fazer, já que máscaras de oxigênio humanas não servem em focinhos de animais. Máscaras especiais existem, mas estão fora do orçamento dos departamentos. E é aqui que Monica entra com a Petmask.com, que conseguiu dinheiro para doar mais de 300 máscaras de oxigênio para animais aos departamentos de bombeiros, Unidades EMS e caninas do país todo. Além disso, conscientizou e informou a população de resgates de animais em caso de incêndio.

Clara Polito, 13, é dona de uma companhia de padarias veganas: imagine um cupcake vegano da Clara’s Cakes: o Not So Thin Mints é um cupcake com raspas de menta e um creme de chocolate. Esse é apenas um exemplo do cardápio de delícias veganas criadas e vendidas por essa ativista/chef culinária. Clara também tem um blog (Clara in Veganland).

Dena Miller, 13, conseguiu U$ 10.000 para a Best Friends Animal Society e não parou por aí: ela teve a oportunidade de viajar para qualquer lugar do mundo, e escolheu Kenab, Utah, para visitar o santuário da Best Friends. Quando Dena visitou Israel na preparação para sua mitzvah, sua câmera não estava focando apenas monumentos religiosos; ela fotografou animais abandonados e negligenciados em todos os lugares que visitou. De volta para casa, ela entregou as fotos para um projeto social e pediu aos amigos e parentes que doassem ao programa Guardian Angel da Best Friends em vez de lhe darem presentes. Entre doações e venda de suas fotos, Dena conseguiu juntar U$10.000. As fotos podem ser vistas online, com 100% da renda revertida para a Best Friends.

Mimi Ausland, 14, começou a freekibble.com e uma campanha para um dia do animal que está em abrigo: a Freekibble.com doa comida para cães e gatos cada vez que você visita o site e responde à questão diária (independente de a resposta estar certa ou não). Nos dois anos desde que Mimi, então com 11, começou a Freekibble.com ela já arrecadou 3,5 milhões de pratos de comida para animais de abrigo. No mês passado, com a Halo Pets e a Tails Magazine, Mimi começou a campanha para nada menos que uma ordem presidencial: “Cartas pelos Animais” espera enviar 100 mil cartas para o presidente Obama, pedindo que ele ajude a divulgar os animais de abrigo tornando o dia 30 de abril dia nacional de adotar um animal. Eles atingiram a meta em 18 dias e pretendem estender a campanha até setembro.

A paixão que esses cinco têm por ajudar os animais não é um projeto de momento nem uma fase transitória. Considerando o quão fascinantes esses pequenos ativistas são, nós e os animais temos uma baita esperança para crer no futuro. Ah, e lembre-se: se esses jovens podem ajudar tanto apenas com boa vontade e atitude, o que nós não podemos fazer?

Fonte: ANDA

Notícias

Fuligem

29, agosto, 2010

Lindo e emocionante esse vídeo da ong Oito Vidas sobre o resgate do gatinho Fuligem, com um final pra lá de feliz  : )

Música: Ron ron do gatinho – Adriana Calcanhoto

Adoções de Sucesso, Vídeos

Abençoados da Cão Terapia

27, agosto, 2010

Como todos sabem, a Cão Terapia não traz só distração, exercício e alegria aos peludos do CCZ de Floripa. É uma grande vitrine para divulgar os amiguinhos queridos para adoção.

Quando as adoções acontecem, nos sentimos muito, mas muito, felizes e realizados, pois nada mais recompensador e gratificante do que ver os patudinhos em uma boa família. E no primeiro semestre deste ano muitos  dos nossos fofuchos mudaram de endereço e de vida:

Mohara, que chegou bebê no CCZ, finalmente encontrou um lar.

Mohara, que chegou bebê no CCZ, agora corre num gramado só seu.

Surfistinha ganhou um quintalzão e dois irmãos.

Surfistinha ganhou um quintalzão e dois irmãos.

Vida (a pequena) agora se chama Pimenta e se esbalda com a irmã Canela.

Vida (a menor) agora se chama Pimenta e se esbalda com a irmã Canela.

A lista de sortudos é grande (pena que é impossível lembrar de todos): Elis, Tati, Max, Xerxes, Dogão, Donna, Rocky e Brad, Barney, Liza, Chocolate, Boneca, Geraldo, Açucena, Lobo, Tata, Charlene, Rosito, Pimpa, Pimpolha, Arthur, Nina, Canjica, Baco, Pérola, Wendy, Apagão, Blackout, Zulu, Lúcia, Quitéria, Aramis, Brito, Nikita, Ariel, Covas, Silver, Scarlet, Manu, Silver, Emília, Ênia, Amêndoa, Tâmara, Madalena, Hanna, Pipoca, Dunga, Benji. E também dezenas de filhotes e vários gatos adultos, o que é ainda mais maravilhoso.

O nosso maior desejo é que todos estejam bem e sejam tratados com o carinho que merecem. E que a estrela de cada animalzinho que ainda continua no CCZ brilhe e que sejam abençoados com um lar.

A Cão Terapia é fundamental para preparar esses animais sofridos, desconfiados, apavorados e, algumas vezes, agressivos para adoção. Infelizmente, a cada semana surgem novos moradores no CCZ que precisam de ajuda. Por isso a participação dos voluntários é tão valiosa.

Seja um terapeuta do bem! Todos os sábados, sem chuva, ao lado do cemitério do Itacorubi, a partir das 14h30.

Você não pode ir na Cão Terapia? Então divulgue o projeto, doe petiscos ou apadrinhe um dos animais (cartaz, anúncio em jornal, foto em sites, blogs, orkut, facebook) para ajudá-lo a encontrar uma família.

As fotos da Cão Terapia estão sempre AQUI.

Adoções de Sucesso, Cão Terapia

Gato é adotado por macaco selvagem na Indonésia

26, agosto, 2010

Pai adotivo passeia com seu filhote. Foto: Reprodução/The Sun

Pai adotivo passeia com seu filhote. Foto: Reprodução/The Sun

Essa não é a primeira vez que um caso como este acontece, mas ainda sim impressiona. Recentemente, um macaco selvagem, tomado por seu instinto de proteção, resolveu adotar um gatinho que encontrou na floresta onde mora, em Bali, Indonésia.

Segundo informações do site do tabloide inglês The Sun, Anne Young, uma fotógrafa amadora, conseguiu registrar imagens dos animais. Ela estava passando as férias no Parque Floresta dos Macacos, em Bali, e ficou encantada com a cena que presenciou.

Foto: Reprodução/The Telegraph

Foto: Reprodução/The Telegraph

Como se não bastasse o carinho do primata, Anne conta que o macaco tentou esconder o gatinho do assédio dos turistas que começaram a tirar fotos dos dois. “Eu fiquei muito surpresa com a cena, já que o macaco é selvagem, não era um animal doméstico”.

Macaco cuida do gatinho como se fosse seu próprio filhote. Foto: Reprodução/The Sun

Macaco cuida do gatinho como se fosse seu próprio filhote. Foto: Reprodução/The Sun

Ainda segundo a fotógrafa amadora o animal é macho, o que não o impediu de proteger o gatinho como se fosse sua mãe. “Quando eu me aproximei do gato para fotografá-lo, o macaco ficou agitado e colocou uma folha no rosto do animal na tentativa de escondê-lo da minha vista”.

Para finalizar Anne conta que observou a dupla por cerca de 30 minutos e nesse período o macaco não deixava outros machos se aproximarem e constantemente fazia carinhos no gatinho, que respondia dando lambidas no pai adotivo.

Fonte: PetMag

Amizade

Rebolation

25, agosto, 2010

Animais especiais: porque o amor não tem forma

25, agosto, 2010

E se o pior acontecesse com você? Se de repente você se visse sem uma perna, um braço, cego ou surdo? E se por isso ninguém ajudasse você? E se justamente por ser diferente você fosse descartado como uma aberração? E se por você não ser perfeito resolvessem te sacrificar?

Infelizmente, os animais também padecem de deficiências físicas, seja de nascença, velhice, causada por acidentes ou doenças, e assim como nós humanos, eles merecem todo o respeito e admiração por jamais desistirem de lutar.

A maioria das vezes, existe uma solução para os problemas motores, haja vista o grande avanço da medicina veterinária, principalmente no campo da reabilitação em conjunto com os aparelhos ortopédicos, como as cadeirinha de rodas ou próteses, criadas especialmente para cada bichinho, aumentando a qualidade de vida.

Veja o emocionante vídeo do gatinho “Oscar”, que teve as duas patas traseiras amputadas em um acidente com uma ceifadeira, e que graças a um veterinário que enxergou esperança de dias melhores e não desistiu de lutar por ele, teve duas próteses implantadas e voltou a andar, sendo considerado o primeiro gatinho biônico do mundo:

E o que falar da incrível Égua Molly, que teve uma das patas dianteiras amputadas e substituída por uma prótese? clique aqui e inspire-se ao se deparar com uma história para encher o coração e nunca mais reclamar da vida.

Como o ser humano é insensível até com o deficiente humano, que dirá com os animais “especiais”, eles sempre ficam por último nas adoções, ou normalmente são fitados com olhar de pena ou repulsa, e logo são esquecidos entre tantos outros “fofinhos” e “bonitinhos” que vão chegando.

Pity aguarda adoção por uma pessoa mais especial!

Um dos últimos resgates realizados por nossos voluntários foi essa mix de pitbull, que estava em um hospital no centro da cidade, cujo “motivo” do abandono foi obviamente sua condição física. Além de estar no cio, sua pata traseira amputada estava infeccionada e a dor deveria ser bem grande. Pity carrega dois estigmas: ser pitbull e deficiente, mas jamais desistiremos de lutar por um lar que proporcione amor e respeito a esse docinho que já sofreu tanto. Hoje, ela espera por alguém que queira dividir a sua vida com um bichinho super dedicado, amável e sorridente. Veja mais fotos dela aqui. Irresistível, né?

Como em um mundo perfeito, as pessoas buscam sempre que os seus animais sejam o mais bonito ou o melhor, e tratam os aleijados ou cegos como seres indignos de amor ou de um lar carinhoso, esquecendo que por trás de cada rostinho peludo, tem uma história de superação que, muitas vezes, deixaria qualquer ser humano com inveja.

Tudo o que eles precisam é de alguém que abra seu coração e os ame como realmente o amor é: sem forma, sem exigências.

Confesso que tenho uma quedinha por animais especiais, já adotei 4, infelizmente dois já partiram, mas os dois que ainda me acompanham são pra lá de perfeitos, pelo menos aos meus olhos, tanto que, quando alguém me pergunta: “o que aconteceu com o olho dela?” eu sempre me assusto e viro correndo perguntando: “qual deles?” Detalhe é que Mima só tem o esquerdo, mas é como eu disse, o amor não vê defeitos e para mim eles são lindos e perfeitos. Meu outro gatinho deficiente, o Blue, teve a sua “mão” direita amputada. Rejeitado por sua deficiência, viveu dos 45 dias até 8 meses em uma gaiola esperando alguém enxergá-lo, apesar de ser de raça. Até que depois da terceira devolução resolvi adotá-lo. E hoje ele é um dos gatos mais bagunceiros da casa, e posso afirmar que trocar a sua bota diariamente dá menos trabalho que escovar a minha gata que tem pelos longos.

Mima e Blue: "Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos". Antoine de Saint-Exupéry

“SERIA POSSÍVEL QUE UM CACHORRO – QUALQUER CACHORRO – PUDESSE MOSTRAR AOS SERES HUMANOS O QUE REALMENTE IMPORTAVA NA VIDA?
Eu acreditava que sim.
Lealdade. Coragem. Devoção. Simplicidade. Alegria.
E também as coisas que não tinham importância.
Um cão não precisa de carros modernos, palacetes ou roupas de grife.
Símbolos de status não significa nada para ele.
Um pedaço de madeira encontrado na praia serve.
Um cão não julga os outros pela sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro.
Um cão não se importa se você é rico ou pobre, educado ou analfabeto, inteligente ou burro.
Se você lhe der seu coração, ele lhe dará o dele.
É REALMENTE MUITO SIMPLES, MAS, MESMO ASSIM, NÓS HUMANOS, TÃO SÁBIOS E SOFISTICADOS, SEMPRE TIVEMOS PROBLEMAS PARA DESCOBRIR O QUE REALMENTE IMPORTA OU NÃO.”  John Grogan – MARLEY & EU.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Adote!, Material Educativo, Reflita!