Arquivo

Arquivo de setembro, 2010

Meu primeiro brócolis

30, setembro, 2010

Castração

30, setembro, 2010

Castrar o seu animalzinho é uma grande forma de ajudar, sabe por que?

Estatísticas falam que a cada hora nascem cerca de 2.500 filhotes e 450 seres humanos. Portanto, desde o nascimento, só um em cada quatro filhotes terá chances de encontrar um bom lar. Encontrar um lar permanente é ainda mais difícil. Somente um em cada 10 cães permanecem com seus tutores originais por toda a sua vida. Cinco trocarão de tutores antes de completar um ano de vida. E o saldo terminará em abrigos, abandonados ou indesejados. Mesmo que seu animal seja um  bichano de raça cara, seus filhotes estão sujeitos às mesmas estatísticas. Milhões deles serão sacrificados anualmente em instituições ao redor do mundo, já que não há lares suficientes para abrigá-los. Há tantos animais abandonados hoje em grandes cidades, que os legisladores já pensam em coibir ou limitar drasticamente a criação de cães e gatos.

O nosso trabalho é grande, exaustivo e quase infinito justamente pela superpopulação de peludos abandonados nas ruas. A única forma de conter tanto sofrimento para eles e para nós é conscientizando a sociedade a castrar seus animais.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, cães e gatos que vivem nas ruas têm a menor taxa de reprodução, enquanto os animais domiciliados somam mais de 85% de êxito na sobrevivência dos filhotes. Então fica a pergunta: de quem é a responsabilidade por todo esse caos?

A decisão de NÃO cruzar seu animal de estimação é uma das decisões mais inteligentes, educadas e profundas que você pode fazer.

Não pense que por ter um amigo macho ele não precisa ser castrado. Será que ele já não deu umas voltas sozinho ao descobrir uma fêmea no cio e acabou colocando descendentes no mundo?

Sem contar que a relação que o animal tem com o sexo é totalmente diferente da que nós temos. O homem pratica o sexo em busca de prazer, enquanto que o animal o faz por uma necessidade fisiológica movida pelo instinto. Privá-lo de suas atividades sexuais não é uma crueldade como seria com o homem, mas sim um ato de consciência.

Os benefícios da castração à saúde são tanto para machos como para as fêmeas, e  torna essencial que o procedimento seja feito o quanto antes. Veja:

FÊMEAS:

  • Se castrada antes do 1º cio, a fêmea tem reduzida a quase a zero a possibilidade de desenvolver tumores de mama (que são os mais comuns em cadelas idosas). Além disso, fica livre de tumores de ovários e de útero além da piometra, tipo de infecção uterina que pode se manifestar em cadelas de qualquer idade.
  • Além de prevenir o câncer, a castração elimina todos os sintomas do cio como o sangramento, a gravidez psicológica, o inchaço da vulva e o incômodo por ser, no período do cio, ‘perseguida’ por machos. Além de todos esses benefícios, a castração evita que a cadela desenvolva diabetes e, também, a obesidade (que pode ocorrer pelo tipo de alimentação do animal e de sua atividade física, independentemente da cirurgia).

MACHOS:

  • Diminuição do risco da incidência de tumores testiculares bem como do câncer de próstata, hérnias perineais, hipertrofia prostática (que é causa frequente de infecções urinárias e muito comum em cães idosos) e a melhora no comportamento do animal, evitando fugas, a necessidade de demarcar território e nem mais te fazer passar vergonha “grudando” na perna das visitas.

Então, para aquele que acha que castração é só para animal que está nas ruas, fica o esclarecimento, e para aquele que tinha dúvidas, fica a confirmação. Castração é a solução! Animais não nascem nas ruas, são abandonados!

Em Florianópolis, a cirurgia é gratuita para residentes que recebam comprovadamente 3 salários ou menos. Basta procurar a Diretoria do Bem-estar Animal (DIBEA) no endereço: Vila Ivan Matos, ao lado do Cemitério do Itacorubi e em frente da loja Cassol Materiais de Construção, na SC 401 – Bairro Itacorubi, horário: 9 às 18h, Fones: (48) 3237-6890/ 3234-5677.

Ou então você pode adquirir o vale castração a um preço social. Na Grande Florianópolis, clínicas veterinárias realizam a cirurgia a um valor social, que varia entre R$ 60 a R$ 100 (preço de acordo com o porte do animal).  Telefones atualizados em abril/2016:

  • FLORIPA

Rio Tavares: 3733-7770

Lagoa: 3232-7530 / 8458-2135

Vargem do Bom Jesus: 9128-8105

Rio Vermelho: 3211-8988

Ingleses: 8827-5424/ 3266-7171/ 3266-5986

  • SÃO JOSÉ

Campinas: 3241-1567

Barreiros: 3257-7596

  • PALHOÇA: 8881-1786 / 9692-8042
  • BIGUAÇU: 9966-1222 / 8455-0399

Se ficou alguma dúvida sobre castração, benefícios e cuidados pós-operatório, a DIBEA preparou um material excelente:

Divulguem pessoal, nossos animais agradecem!

Fonte : amigo do cão

Campanhas, Castração, Dicas, Perguntas Frequentes

Cocô de cachorro é usado para iluminar parque nos EUA

29, setembro, 2010

É isso mesmo que vocês leram no título. Cocô de cão agora é matéria prima para gerar energia elétrica. Segundo o jornal “USA Today”, cilindros pegam o metano das fezes e o transformam como combustível para um poste de luz.

coco-de-cachorro-ilumina-parque

O único trabalho é dos tutores, os quais devem pegar as fezes e jogar nos cilindros. O projeto quer mostrar que os animais domésticos são sustentáveis.

Fonte: Pet Rede – Jovem Pan

Dicas, Meio Ambiente

Novo vídeo da banda OK Go conta com cães fantásticos (e um bode)

29, setembro, 2010

O Ok Go ficou famoso na rede com um clipe em que fazia uma elaborada coreografia em esteiras ergométricas. Para o vídeo da música White Knuckles – lançado no último dia 20 -, a banda queria que cachorros fossem as estrelas. Foi de Damian Kulash – vocalista e guitarrista da banda – a ideia de gravar em uma só tomada, sem cortes.

Parece improvável, mas o vídeo é perfeitamente sincronizado durante 3 minutos e 36 segundos de coreografia entre os caninos e os quatro membros da banda.

otherfoot_0

Foram 12 treinadores da Talented Animals, duas pessoas para arrastar móveis, 12 cachorros, um bode (que aparece rapidinho no minuto 2:50), 38 baldes e muitos móveis, e todos eles precisaram ser movidos e ficar no lugar certo, na hora certa.

Inicialmente, a banda ensaiou com animais empalhados, enquanto cada cachorro praticava com seu treinador individual. Quando as coisas começaram a parecer boas, a banda entrou e se integrou com os cães, ajustando a coreografia até ficar exatamente o que eles tinham em mente.

spikeleap

A equipe só teve um problema: os cachorros estavam fazendo tudo perfeitamente, mas gostaram tanto que começaram a se mover mais rápido que a música (Fofos!!).

wholegroup

(Com informações do site gizmodo.com.br)

Veja o resultado:

Prestou atenção na mensagem que aparece no final? O clipe é o máximo e ainda tem um lado social. Traduzindo:

Esses cães são sortudos por ter encontrado lares amorosos, mas muitos outros continuam esperando.


Ajude-nos a apoiar o trabalho de resgate de animais realizado pela ASPCA.


www.okgo.net/dogs


Nesta página você pode comprar o vídeo pelo preço que quiser (a partir de $2), e o lucro será revertido para a ASPCA, organização fundada em 1866 que tem como missão proporcionar meios eficazes para a prevenção da crueldade contra os animais nos Estados Unidos.

Música

Vegetarianismo e direitos animais… até debaixo de chuva!

28, setembro, 2010

O Veg Balloon Fest Floripa reuniu ativistas determinados a mudar o mundo pelos bichos, mesmo com a chuva teimando em cair, molhar nossas roupas e grudar um panfleto no outro. Os participantes comeram bolinhos e pão-de-batata com queijo vegetal, cuja renda foi revertida para ajudar os projetos da OBA. Alimentados e contentes, fizeram dois rounds de pedágios educativos em plena Beira-mar, entregando panfletos e balões verdes com dizeres pelos direitos animais. Enquanto ativistas saltitavam entre os carros, na faixa de pedestres era estendida um banner com a frase “ANIMAIS: Por que maltratá-los se podemos amá-los?”.

Muitos carros com criança abriam a janela e pediam uma bexiga antes mesmo de os ativistas chegarem no veículo. Alguns motoristas se espantaram com o tema dos panfletos, como se fosse algo alheio à todos eles, e liam o máximo IMG_6719que podiam antes de brilhar a luz verde do sinal. Acho que podemos finalmente dizer, com as pernas doídas e algumas gargantas inflamadas, que valeu a pena acordar cedo!

Infelizmente, a tentativa de erguer um V em plena ponte Hercílio Luz foi frustada. Os 100 balões de hélio não quiseram contribuir e ficaram baixos demais. Entretanto, foram levados para a Avenida Beira-mar e chamaram a atenção da galera – mais fotos AQUI.

Lembrando que enquanto estavamos atuando aqui, outras cinco cidades do Brasil também se uniram pelos bichos, confira as fotos a seguir do Rio de Janeiro, São Paulo e Riberão Preto, respectivamente.

Obrigada a todos que ajudaram a dedicar esse dia pelos bichos!

E quem, por algum motivo, perdeu a festa, não deixe de atuar nas nossas outras ações e projetos!

Eventos

Cão Terapia legal pra caramba

27, setembro, 2010

Mais uma vez nossos voluntários não deixaram os patudinhos desapontados. Foram chegando de mansinho e encheram o CCZ de alegria, movimento e energia positiva.

Mônica pajeou muito a Filona.

Mônica pajeou muito a Filona.

A distribuição de abraços e chamegos foi farta. E os peludos, claro, voltaram pros canis relaxados e satisfeitos com o carinho e os petiscos recebidos.

Amanda e Lili são duas figurinhas!

Amanda e Lili são duas figurinhas!

Se a Bete pudesse, morava no gatil.

Se a Bete pudesse, morava no gatil.

Aposto que cada voluntário saiu de lá com um sorriso no rosto e o coração tranquilo pela tarde generosa e troca de afeto com os pimpolhos.

Bonequinha foi adotada pela Daniella!!!

Bonequinha foi adotada pela Daniella!!!

No próximo sábado, faremos a Cão Terapia especial pelo Dia dos Animais, que é comemorado no dia 04/10. A partir da 14:30, ao lado do cemitério do Itacorubi.

O Guinho e outros peludos esperam por você!

O Guinho e outros peludos esperam por você!

(Quer fazer um agrado pros cães? Leve salsichas em pedaços.)

Mais fotos desta Cão Terapia AQUI.

Cão Terapia, Eventos

Fim de semana com a língua de fora

25, setembro, 2010

Sim, sim, língua caindo para fora da boca, mas rabinhos abanando… e dessa vez, rabinho até de cavalo!

No sábado (18), a primeira ação do dia foi o Mutirão de Castração nas aldeias de Palhoça em parceria com o Projeto Bem-Estar Animal da UNISUL. Foram 13 animais atendidos, que ficaram em lares de apoio no pós-operatório. Nesta segunda os peludos foram devolvidos às respectivas aldeias – clique aqui para ver as fotos. Os veterinários parceiros realizaram as castrações em uma sala preparada e os animais eram encaminhados a uma sala anexa, onde receberam reike para voltarem calminhos da anestesia.

DSC05019 copyDSC05029 copyDSC05048 copyDSC05080 copy

Durante a tarde, simultanemente, aconteceu nossa amada Cão Terapia. E dessa vez com uma surpresa além da conta: uma sessão que chamamos de Cavalo Terapia. Perto das 15h, uma jovem apareceu no CCZ com a notícia de que dois cavalos andavam soltos em direção à SC-401. Ela e uma amiga pararam o carro e conseguiram conduzir os animais para dentro do cemitério do Itacorubi, onde estavam mais seguros (tudo isso sem corda). Depois de uma hora ligando inutilmente para a polícia militar e a rodoviária, elas decidiram pedir socorro ali no CCZ. Antes de continuar o relato, meus parabéns a essas duas! Enquanto maior parte das pessoas passava buzinando, quase atropelando os cavalos e assustando-os ainda mais, essas duas jovens pararam o carro e fizeram tudo sozinhas. Quem dera o mundo tivesse mais gente assim!

090106

FOTOS: Camila Theodósio Bento

107Enfim, voltando. Duas voluntárias da Cão Terapia foram até o cemitério com cordas e conseguiram pegar os cavalos. Descobriram aí que se tratavam de duas éguas muito queridas. Depois de horas sentadas em túmulos, segurando as duas grandonas, ligando infinitas vezes para a polícia (aqui já eram 19h), as voluntárias e outras pessoas da Cão finalmente resolveram o problema, não sem um BO na delegacia e muita, muita determinação. Ah, e tudo SEM a ajuda da polícia, que fique bem claro. Nesta segunda-feira, as duas éguas foram levadas para um sítio, onde desfrutarão de uma aposentadoria mais que merecida.

Sábado louco, não? Espere só para ler o domingo…

Às onze horas da manhã, apenas duas voluntárias foram para o Mutirão em Biguaçu. Sozinhas, as duas mulheres carregaram sacos de ração pelos morros da aldeia, e deram muita atenção para os patudos. Os filhotinhos que nasceram porque não nos deixaram castrar uma cadelinha já haviam sido doados ali pela aldeia, com menos de um mês! A mamãe ainda estava com as tetinhas gordas de leite, então corremos a aldeia para levar os filhotes até ela. Uma das casas que ficou com um filhote não quis deixar que o levássemos até a mãe, da casa vizinha, e o filhote ficou desamparado, apesar de nossa insistência.

Saímos da aldeia 16h10, e corremos para tomar banho e se preparar para o pedágio das eleições na Beira-Mar. Enquanto isso, outras voluntárias já foram para o trapiche adesivar os carros. Por causa do frio, tivemos de ir embora perto das 19h. Mas ainda temos tempo para as eleições… e para mais pedágios!

IMG_5535_peqIMG_5549_peq

FOTOS: Felipe Machado

Não, o post não acabou não. Estamos começando hoje mais um fim de semana com a língua pendendo da boca. Confira a programação pelos bichos que rola dia 25 e 26/09:

Sábado (25/09)

14h30: Cão Terapia! Iupiii! Leve petiscos e esteja preparado (a) para sorrir e sentir aquele bem-estar que só nossos patudos amados sabem transmitir!

Onde? CCZ de Floripa, na SC 401, em frente à loja Cassol, ao lado do cemitério, bairro Itacorubi

Domingo (26/09)

9h: Veg Balloon Fest! Ama os bichos e odeia maus-tratos? Então levanta da cama e junte-se a ativistas de todo Brasil na festa pelos animais mais divertida do ano. O objetivo é conscientizar a população e melhorar a vida dos nossos parceiros de pêlos, penas e escamas. Ah, e não se esqueça da camiseta verde para chamar a atenção e da barriga vazia para lotar de bolinhos veganos com renda revertida para a causa (nhaaami =d)

Onde? Trapiche da Beira Mar Norte, basta seguir os balões verdes

17h: Pedágio “Eles não votam, mas nós sim!” Venha adesivar seu carro gratuitamente ou ajudar-nos a colocar essa importante mensagem no máximo de para-choques possíveis. Afinal, nossos protegidos precisam ser também protegidos do governo! –> cancelado (chuva)

Onde? Trapiche da Beira-Mar Norte

Cão Terapia, Eventos, Mutirão Mata-fome

Cão antissocial

23, setembro, 2010

Com fome? Vá ao Veg Balloon!

23, setembro, 2010

Sim, sim, isso mesmo. Se você acordar esfomeado (a) no domingo com aquela preguiça de fazer o café da manhã, simplesmente pegue a bicicleta, ônibus, carro ou tênis de caminhar e corra para o trapiche da beira-mar norte, onde você poderá comer os mais maravilhosos bolinhos veganos do mundo!

Nossos parceiros do PFVG (marmita vegana na UFSC e região- visite o perfil deles aqui) irão fazer os bolinhos (e talvez até salgadinhos) livres de crueldade e vendê-los por R$ 1,50 no Veg Balloon com parte da renda revertida para as ações da OBA.

Então, domingo de manhã, depois de se espreguiçar na cama até tarde, vá comer delícias veganas no Veg Balloon – e leve os amigos (ou encontre novas companhias no evento, isso com certeza não vai faltar!).

dogmuffin

Eventos

Cachorro persegue ônibus atrás do tutor que o abandonou e causa comoção em Porto Alegre (RS)

23, setembro, 2010

O freio do ônibus o desperta. Com as orelhas em pé e a esperança renovada, o cachorro corre até a porta de desembarque do coletivo. Aflito, fareja os degraus, os passageiros, o chão. Parece buscar algo, alguém. O veículo parte e, resignado, o animal volta à parada. Ele não tem nome nem raça. Há mais de uma semana, repete o movimento e comove os funcionários da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), na Avenida Padre Cacique, em Porto Alegre (RS). A certeza de todos é só uma: o animal procura por seu tutor, que o teria abandonado.

"A fidelidade dele nos impressiona", conta funcionário da Fase (Foto: Ronaldo Bernardi / Zero Hora)

"A fidelidade dele nos impressiona", conta funcionário da Fase (Foto: Ronaldo Bernardi / Zero Hora)

Ele não sai daqui. Não aceita que chamem, não sai do lugar. Ele come olhando para os ônibus, fica ali o tempo todo. Mesmo quando chove, ele não procura abrigo”, relata o monitor Aluísio Cruz de Almeida, 52 anos.

O animal é alimentado por funcionários da Fundação. A refeição, sempre no fim do dia, é degustada com a boca no pote e o olhar direcionado à rua.

Cão procura pelo tutor (Foto: Reprodução/Zero Hora)

Cão procura pelo tutor (Foto: Reprodução/Zero Hora)

“Ele come feito um condenado, mas não tira os olhos dos ônibus”, afirma Aluísio.

O reduto do cão é uma lixeira laranja, posicionada perto da parada de ônibus. Alguns passageiros ainda tentam passar a mão nele, mas o bicho é arisco.

“Ele cheira, cheira, cheira… Quando o ônibus para, ele sai correndo e parece querer subir”, conta a funcionária Maria Facchinelli.

Foto: Reprodução/Zero Hora

Foto: Reprodução/Zero Hora

As atitudes do animal foram comparadas pelos funcionários da Fase às de um outro cão, que ficou conhecido pela sua lealdade. Entre as décadas de 1920 e 1930, um cachorro surpreendeu uma cidade e se tornou exemplo no Japão.

O animal, da raça Akita era chamado de Hachiko e teve a história contada no cinema no filme Sempre ao seu Lado. Todos os dias, o cachorro acompanhava o tutor, Hidesaburo Ueno, até uma estação de trem, de onde ele partia para dar aulas. Um dia, Ueno não voltou, vítima de um AVC. Mesmo assim, Hachiko passou dez anos indo ao local nos mesmos horários em que acompanhava o professor.

Enquanto o tutor do “Hachiko porto-alegrense” não aparece, o cachorro mantém a mesma rotina.

“É como se ele estivesse em uma espera eterna. A fidelidade dele ao tutor nos impressiona”, descreve Almeida.

Fonte: Zero Hora

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amizade