Arquivo

Arquivo de abril, 2011

É HOJE: Páscoa da Cão Terapia!

30, abril, 2011

Tudo pronto para a festa de páscoa dos peludos hoje à tarde.

Nossos amiguinhos com rabinhos de ventilador aguardam ansiosos a sua presença.

Até lá!

Bocão será nosso coelhinho da Páscoa!

Bocão será nosso coelhinho da Páscoa!

A Cão Terapia é um projeto semanal da OBA, que acontece no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Floripa, aos sábados, a partir das 15h30. Se chover no sábado, é automaticamente transferida para domingo, se não chover, é claro.

Cão Terapia

Bichaninhos em lares felizes

29, abril, 2011

É muita alegria receber notícias dos pimpolhos adotados! E ver as carinhas radiantes na nova casa e com uma vida cheia de cuidados, atenção e carinho é realmente uma delícia.

Caíque, agora se chama Dimka e está sendo alfabetizado.

Caíque, agora se chama Dimka e está sendo alfabetizado.

cafu

Cafu está cada dia mais curioso.

Mimi foi adotada pela mesma família do Cafu.

Mimi foi adotada pela mesma família do Cafu.

 As coisas boas precisam ser partilhadas e servem de estímulo para seguirmos em frente ajudando todos os nossos fofos do CCZ de Floripa a encontrar um lar também. Os voluntários da Cão Terapia têm papel decisivo, pois é também através da sua dedicação que os gatos são preparados para adoção e divulgados.

Meg adooooraaaaa o colinho da mãe.

Meg adooooraaaaa o colinho da mãe.

Evita é mimada, mimada!!!

Evita é mimada e muito amada.

Frajola sobreviveu graças à dedicação da Livia e agora foi adotado e ganhou a proteção da irmã Flecha.

Frajola chegou no CCZ recém-nascido e foi acolhido pela Livia até ficar fortinho. Adotado, ganhou a proteção da irmã Flecha.

Que os anjos protejam nossos gatitos e abençoem cada família que os acolheu. E que a Cão Terapia continue firme com seus voluntários queridos.

Participe da Cão Terapia: todos os sábados à tarde no CCZ de Floripa -sempre que chover, a Cão Terapia acontece nos domingos.

Adoções de Sucesso, Cão Terapia

Dia de Proteção aos Animais em SC

28, abril, 2011

obafloripa_dia-estadual-protecao-animal

Campanha: ADOTE
Texto: Fabiana Bast
Foto: Sergio Parisi
Arte: Claudia Reis
Divulgação: Diário Catarinens

Campanhas, Homenagem

Caindo de sono

28, abril, 2011

Atendimento emergencial – filhotona aldeia de Biguaçu – 28/04/2011

28, abril, 2011
Local: aldeia indígena de Biguaçu
Clique nas imagens para ampliá-las.

Mutirão Mata-fome

Dia do Cão Guia

27, abril, 2011

Hoje é comemorado o dia desses cães maravilhosos, tão doces e carinhosos, que estão sempre prontos para dar amor a quem quer que precise deles. Além do amor, eles querem e podem dar muito mais.

Veja essa matéria que foi publicada no The New York Times, que mostra a atriz Isabella Rossellini treinando o cão Bau para esta atividade. Clique aqui –> em inglês.

Isabella Rossellini com Bau

Isabella Rossellini com Bau

Isabella Rossellini com Bau

Leia também:

Dia do cão-guia: governo paulista lança Programa Cão-Guia –> notícia divulgada hoje, no site Época/SP

Cão Guia – importante saber –> saiba como se comportar quando encontrar um cão guia.

Homenagem, Notícias

A Páscoa dos peludos é neste sábado!!!

27, abril, 2011

Sábado não teve jeito. Mesmo com tudo preparado, São Pedro não deixou que a Cão Terapia acontecesse. Os peludos ficaram murchinhos, os voluntários decepcionados… mas não desistimos de comemorar a Páscoa com os fofuchos do CCZ de Floripa não!!!

Nuno está contanbdo os dias nos dedinhos!!!

Nuno está contando os dias nos dedinhos pra ver a Ione.

A festinha será no próximo sábado, a partir das 15h30. Se chover, passa para o domingo, 15h30 também.

Para compensar os patudinhos e deixar suas barriguinhas roliças, estamos arrecadando sachê ou lata em pasta. Se puder colaborar, será muito bacana!

"A sua presença é tudo que a gente quer!!!"

"A sua presença é tudo que a gente quer!!!"

As fotos estão sempre AQUI.

Cão Terapia

Fotos Mutirão Mata-Fome: 27/04/2011

27, abril, 2011
Local: aldeia indígena de Biguaçu
Clique nas imagens para ampliá-las.

Mutirão Mata-fome

A Raça Superior

26, abril, 2011

A ESPÉCIE HUMANA ACREDITA ser a única inteligente. Puro engano. Há

tempos imemoriais nós, os humanos, fomos derrotados por uma raça

superior muito mais esperta. Mais que derrotados, fomos

domesticados. Pelos cachorros. De fato, sob qualquer índice de

avaliação, a raça canina se mostra superior. Quem convive com um cão

gosta de dizer que é”dono”. Como acreditar, se tudo prova que o

cachorro é dono do homem? Na questão da alimentação, por exemplo.

Qualquer pessoa gasta dinheiro e tempo para comprar ração. Analisa os

vários tipos e até experimenta uns pedacinhos para avaliar o sabor.

Corre atrás de ossos para proporcionar tardes de degustação ao

cachorro. Compra imitações de borracha. Indústrias pesquisam novas

rações nutritivas. Gastam uma fábula em propaganda. Ou seja: sem

levantar uma pata, o cachorro faz com que os seres humanos trabalhem

torrando neurônios, tempo e dinheiro simplesmente para alimentá-los!

Certa vez tive uma cachorrinha que só podia comer arroz com cenoura e

carne moída. Estava sem empregada. Durante um mês levantava uma hora

antes, preparava a comida e saía para trabalhar. Ao voltar, servia

uma nova refeição e lavava o prato. Em troca, ela me lambia os

dedos. Eu me sentia no cúmulo da felicidade só de receber essas

lambidinhas! Seja dita a verdade: quem era dono de quem?

E na questão amorosa? Quando gosta, de alguém, o cão abana o rabo.

Pode ser um desconhecido. Gostou, abanou. Quando está a fim, deita-se

de patas para cima e lança um olhar bem pidoncho. Até o coração mais

duro não resiste a dar carinho, cocar as orelhas, fazer uns afagos.

Eu, não. Nunca me deitei de barriga para ficar me oferecendo.

Vontade não faltou, mas e a coragem?

Nós, seres humanos, usamos artifícios. Gastamos dinheiro em perfumes,

em cabeleireiros, em dermatologistas. Vamos a happy hours, jantares,

festas, barzinhos da moda, entramos em chats da internet, só para

achar quem nos coce as orelhas. Se alguém faz festa para todo mundo

que conhece, rebolando como um cãozinho, vem o veredicto: – Ih! Está

com carência afetiva. Toca a procurar terapeuta. Horas e horas

dedicadas a analisar a pura vontade de buscar amor! Revistas dedicam

quilômetros de papel a práticas de sedução. Como olhar de lado, como

sorrir, como se oferecer sem dar na vista. Mais: como ter coragem de

expressar os sentimentos.

Cachorro, não. Abana o rabo e pronto. Muitas vezes, com ciúme, já

tive vontade de morder alguém. Ao contrário, sorri simpaticamente

enquanto o sangue fervia. Cães não possuem esse tipo de

constrangimento. Atiram-se em cima do rival. Mordem a mão de quem

acaricia. Até conseguirem seu quinhão de afeto. Mas também não

guardam raiva. Depois de rosnarem um para o outro, dois cães saem

pulando e brincando juntos. Que espécie sabe lidar melhor com as

próprias emoções?

A questão da pele também é importante. Criamos indústrias do

vestuário porque não estamos satisfeitos com a própria pele, e

inventamos estratagemas para cobri-la. Boa parte da humanidade se

dedica a fabricar tecidos, a inventar e a vender roupas. Qualquer

pessoa ambiciona se vestir bem. Fortunas são despendidas em novos

guarda-roupas. A moda vira, e toca a gastar tudo outra vez.

Cachorro, não. Nasce vestido. Imagine-se quanto delírio, quanta mão-

de-obra seria evitada se o ser humano tivesse a mesma tranquilidade a

respeito da própria aparência.

Chegamos ao X da questão. Criamos filosofias, escrevemos livros. Há

quem faça ioga, meditação. Tudo para aprender a aceitar o fardo da

existência. O cão já nasce aceitando. A vida é e não é, deve pensar

o cão, com a sabedoria de um mestre zen.

É o que constato todo dia ao chegar em casa exausto do trabalho, de

mau humor com o chefe, com a fatura do cartão de crédito prestes a me

degolar, o cheque especial batendo as folhas em torno de minhas

orelhas como uma ave de rapina. Sento na varanda e meu cachorro se

aproxima. Sem nenhuma preocupação na vida. Deita-se aos meus pés e

prepara-se para receber sua dose cotidiana de carinho.

Eu me submeto. Raça superior é isso aí.

Walcyr Carrasco  (do livro: Pequenos Delitos e Outras Crônicas)

dogmagiagifs24

Crônicas, Contos, Poemas

Eu visto pele, e você?

26, abril, 2011

eu visto peles

Clique aqui para ler as atualizações sobre a campanha contra o uso de peles, iniciativa do blog O Grito de Bicho, que conta com o apoio de ONGs nacionais e internacionais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Campanhas, Reflita!