Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Meio Ambiente’

Globo Repórter mostra histórias de brasileiros que lutam para defender animais mal tratados

30, junho, 2011
globo rerpoter protetores animais abandonados

Clique para ver o vídeo

Nesta sexta-feira (01/07/11), o Globo Repórter mostra histórias de brasileiros que lutam para defender animais mal tratados. Conheça a carioca que abriu as portas do seu sítio para 60 cachorros e 150 gatos, o mineiro que convenceu a cidade inteira a devolver os pássaros às ruas e praças, os defensores na noite de São Paulo ajudam cães e gatos agredidos nas ruas.

Vamos mostrar, na Serra Gaúcha, o médico que construiu um abrigo para os animais selvagens caçados pelo tráfico e expulsos da mata pela devastação e a vida de famílias que dão abrigo a animais abandonados enquanto aguardam a adoção.

Meio Ambiente, Notícias, Vídeos

Deputado federal retira pedido de votação de PL que exclui domésticos e domesticados da proteção da lei

14, junho, 2011

Após matéria divulgada na ANDA e a manifestação de repúdio em massa de defensores de animais de todo o país, o deputado federal Carlos Brandão (PSDB-MA) apresentou nesta segunda-feira (13) um novo  requerimento solicitando a retirada de tramitação do requerimento 2085/2011 que pedia a inclusão do Projeto de Lei PL 4548/98, de autoria do o ex-deputado federal Thomás Nonô (DEM-AL), na pauta de votação do plenário.

O PL, que inclusive é inconstitucional, exclui das sanções penais prevista pela legislação brasileira a exploração e violências cometidas contra animais domésticos e domesticados.

O requerimento de Carlos Brandão, encaminhado à Mesa da Câmara dos Deputados pela a assessoria parlamentar, anula a possibilidade de apreciação do Projeto de Lei do ex-deputado Thomás Nonô, que permanece arquivado na Casa.

O deputado justifica a decisão de retirada de tramitação por julgar a proposição polêmica. Ele avalia ainda ser preciso um debate aprofundado para que o projeto possa ser apreciado pelo plenário.

Nota da Redação: A proposição é inaceitável sob todos os pontos de vista, seja ético ou legal. Não há argumentação lógica que justifique por qual motivo alguns animais estariam protegidos contra abusos, maus-tratos, ferimentos ou mutilações e outros não. Para que se tenha uma ideia do que significa essa absurda proposição, quem mutilar uma onça, por exemplo, incorre em crime, mas se alguém fizer o mesmo com um cão ou gato não é tipificado como crime.  Leia a entrevista do advogado e colunista da ANDA, Daniel Lourenço, sobre a questão dada ao
Observatório Eco .

Fonte: ANDA

Meio Ambiente, Notícias, Reflita!

Se achas que 2ºC é pouco

4, janeiro, 2011

Brasileiros fazem doações para salvar a Mata Atlântica

28, novembro, 2010

Por Germano Woehl Jr. – Instituto Rã-bugio para Conservação da Biodiversidade

Mata preservadíssima que compramos com doações de brasileiros.

Mata preservadíssima que compramos com doações de brasileiros.

Um acontecimento extraordinário que poderá ficar na história da luta para salvar a natureza do Brasil: pela primeira vez conseguimos sensibilizar as pessoas para nos ajudar a salvar a Mata Atlântica com doações para comprarmos as matas bem preservadas que ainda restam.

São doadores brasileiros que acreditaram no nosso esforço e perceberam a urgência para salvar a Mata Atlântica que está sendo aniquilada.

Leia mais…

Meio Ambiente, Notícias

Cocô de cachorro é usado para iluminar parque nos EUA

29, setembro, 2010

É isso mesmo que vocês leram no título. Cocô de cão agora é matéria prima para gerar energia elétrica. Segundo o jornal “USA Today”, cilindros pegam o metano das fezes e o transformam como combustível para um poste de luz.

coco-de-cachorro-ilumina-parque

O único trabalho é dos tutores, os quais devem pegar as fezes e jogar nos cilindros. O projeto quer mostrar que os animais domésticos são sustentáveis.

Fonte: Pet Rede – Jovem Pan

Dicas, Meio Ambiente

21 de setembro – Dia da Árvore

21, setembro, 2010

Dia do Meio Ambiente – evento no parque

10, junho, 2010

Oi pessoal,

Como vocês já sabem, aos fins de semana nossas ações acontecem a todo vapor. No último sábado, além da Cão Terapia (veja como foi aqui), participamos de um evento pra lá de especial no Parque Ecológico do Córrego Grande, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente – 5 de Junho.

Dia lindo de sol, música, apresentações de yoga e tai-chi, artesanato, exposições de fotos, oficinas de reciclagem e outras atividades lúdicas e educativas atraíram muitas pessoas ao parque, das mais diversas idades.

Barraquinha da OBA

Barraquinha da OBA

Participar desse evento não foi somente prazeroso, mas produtivo também, pois conseguimos atingir muita gente bacana com a divulgação do nosso trabalho pró-patudos. Levamos os artigos personalizados da OBA para vender, mas sucesso mesmo fizeram os brigadeiros (os melhores que já comi!!) e pães de mel (de brigadeiro e doce de leite – MÉLDÉLS) feitos com todo carinho pela Fernanda, nova voluntária da Cão Terapia.

Pra dar água na boca : )

Hummmm, de dar água na boca... e abanar rabinhos : )

A Fernanda tem uma empresa especializada, a Especiarias Doces. Dá uma olhada no site dela, e aproveite para conferir as receitas deliciosas que tem por lá: http://especiariasdoces.blogspot.com/

Pra quem gosta de animais, nada melhor que fazer uma festa sabendo que os docinhos vieram de uma pessoa tão especial e tão parceira dos bichos. Fica aí a dica  😉

Arrecadamos R$ 335,00, que ajudarão a abater as despesas do mês de maio (castrações e atendimentos emergenciais).

A todos que acreditam no nosso trabalho, que nos apoiam, que batalham conosco, nosso super obrigada! Nosso carinho especial à Fernanda, pelos docinhos maravilhosos, à Marta Dora, da Opa do Brasil – que indicou a OBA pra organização do evento, à Sivia Sandri, que nos acolheu de braços abertos e, claro, aos voluntários que doaram seu tempo para ficar na barraquinha solidária da ong. Valeu, gente boa!

Veja fotos AQUI.

Eventos, Meio Ambiente

05 de junho: Dia Mundial do Meio Ambiente e Contra o Especismo

5, junho, 2010

Acorda!

Clique aqui para ler o excelente material que o blog ‘O Grito do Bicho’ publicou na data de hoje.

Homenagem, Meio Ambiente

Visitando um Zoológico

3, junho, 2010

Logo que descobri que perto da minha casa havia um zoológico, comecei uma batalha para que me levassem até lá, porque quando se tem nove anos é necessário estar sempre acompanhado de um adulto. Ninguém queria me levar e descobri sozinha, algum tempo mais tarde, o por quê.

Depois de algumas semanas consegui fazer minha primeira visita. Fiquei empolgadíssima com a quantidade de animais reunidos num só lugar. Araras, tucanos, macacos, jabutis, jacaré, leão, onça, cobras, ema, pacas, capivaras, antas, javalis… nossa, era demais!

Foram horas explorando o local, porém dois animais em especial despertaram minha atenção: uma macaco-aranha chamada Margarida e uma onça preta ou pantera negra, como queiram.

Margarida era uma simpatia, apesar da imundície e da pequena dimensão do espaço onde vivia, mandava beijos e esticava seu longo braço pelas grades para cumprimentar as pessoas e algumas vezes tentava puxá-las na sua direção. Gestos mecânicos aprendidos a duras custas em um circo que fora criada e explorada, e posteriormente abandonada por não ter mais serventia.

Já a pantera sequer se mexia, da sua jaula minúscula vinha um cheiro fétido e era completamente escura. O seu olhar, se é que podemos chamar aquilo de olhar, era de partir qualquer coração, mesmo os mais endurecidos. Era como se ela estivesse realmente morta, só esperando o seu corpo desistir. Um dos tratadores falou que ela estava triste aquele dia porque não tinha sol, ou algo do gênero.

Passei a visitar quase todos os dias o zoo, antes ou depois da escola, pois ficava a 100 metros dali, só faltava quando ficava doente. Bastaram algumas semanas, e comecei a observar alguns comportamentos compulsivos em Margarida, como ficar se balançando por horas no mesmo ritmo ou roer as pontas dos dedos, e a “tristeza” daquela pantera jamais foi embora.

Sonhando com uma nova vida!

E eu ficava por horas contemplando a beleza imóvel daquela enorme criatura. Diversas vezes tive vontade de entrar e abraçá-la, para mostrar que ainda alguém se importava com ela, mas sabia que poderia não sair dali viva. No entanto, em pensamento, já tinha abraçado e feito muito carinho naquele manto preto.

Indagando alguns funcionários do lugar, descobri que ela não tinha um nome, e então a batizei de Escuridão. Ao ver minha admiração e amor pelo grande felino, o tratador deixava que eu a alimentasse todos os dias, obviamente em segredo. A primeira vez que consegui tocar sua cabeça quase entrei em êxtase, mas logo fui repreendida para jamais voltar a fazer aquilo novamente, pois poderia perder minha mão ou coisa pior.

E durante todo aquele ano letivo, no meu tempo livre,  estava dentro do zoo, todos sabiam onde me encontrar e eu já era conhecida dentro do parque.

Então chegaram as férias de final de ano, e era a primeira vez que eu lamentava ter que vir para o litoral de Santa Catarina. Antes de viajar fui ao zoo me despedir, e pedi que cuidassem bem das minhas preferidas. Parti com lágrimas nos olhos, como se realmente estivesse deixando parte do meu coração ali. Confesso que foi o único período de descanso que queria que acabasse logo. Leia mais…

Artigos, Material Educativo, Meio Ambiente, Reflita!

Casinhas ecológicas para Pets

27, maio, 2010

casa reciclável

Práticas, higiênicas e 100% recicláveis, as casinhas ecológicas dispensam o uso de produtos químicos e apóiam cooperativas de catadores de papelão.

Segundo o fabricante, reciclar uma tonelada de papelão economiza 1.580 litros de petróleo, 98.000 litros de água, 2.500 kw/h de energia elétrica, 3 metros cúbicos de mata e 17 árvores.

Além disso, são confortáveis e aconchegantes para os bichos, pois o papelão é antialérgico e isolante térmico natural.

Conheça a linha de produtos que inclui “condomínios” verticais para gatos, caixas de areia e de transporte.

Fonte: verdedentro.wordpress.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Dicas, Meio Ambiente