Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Mundo Animal’

Nesta 4ª, filme “A Questão Animal”

13, março, 2012

A prèmier do documentário “A Questão Animal” é nesta quarta-feira, 14 de março, às 20h, no Teatro Pedro Ivo (SC-401 em anexo ao Centro Administrativo do Estado).

Não perca a chance de se emocionar e prestigiar o lindo trabalho do diretor canadense Todd Southgate sobre os animais de rua no mundo e as alternativas para ajudá-los. A Cão Terapia é uma delas!!!

untitled

IMPORTANTE: Não é preciso apresentar o convite. Entrada gratuita. E lembre-se que neste horário o trânsito para o Norte da ilha é intenso. Então programe-se para não chegar atrasado.

Nos vemos lá ; )

Cão Terapia, Eventos, Mundo Animal

A Questão Animal – O Filme

6, março, 2012

No dia 14 de março, 4ª-feira da próxima semana, a população de Florianópolis terá o privilégio de assistir a um belíssimo e realista documentário sobre A Questão Animal – A História do Bem-Estar Animal, com a honra de ver Florianópolis sendo apontada como uma das únicas cidades do mundo que confere um tratamento digno aos animais. E o projeto Cão Terapia recebeu um destaque especialíssimo. Quem já é voluntário vai ficar com o peito inchado. Quem ainda não é, certamente, terá vontade de experimentar.

convite questao animal

O filme é do canadense Todd Southgate, cinegrafista e documentarista ambiental, diretor premiado e ganhador de 9 prêmios internacionais. Não é da Prefeitura Municipal de Florianópolis. É o olhar de um cidadão sobre os animais abandonados no mundo, para chamar a atenção para a gravidade do problema e mostrar soluções éticas. Sua missão é fazer com que o filme corra o Brasil e o mundo e seja divulgado para prefeituras, governos e autoridades sanitárias. E para o maior número possível de expectadores. Precisamos prestigiar.

Assista ao trailer:

SERVIÇO

O quê: Avant-premiére  A Questão Animal – A História do Bem-Estar Animal

Quando: 14 de março

Local: Teatro Pedro Ivo – SC-401 – ao lado do Centro Administrativo do Governo do Estado

Horário: 20 horas

Duração: 60 minutos

Entrada franca: Os convites podem ser retirados na Diretoria do Bem-Estar Animal (anexo ao CCZ), na Cão Terapia do próximo sábado ou através do e-mail oba@obafloripa.org . Venha e traga os amigos.

Cão Terapia, Eventos, Mundo Animal, Notícias

Alugada para passarinhos

11, fevereiro, 2012

Eram cinco moradores nesta pequena caixa de correio. Apesar do carteiro muitas vezes ter tentado a reintegração de posse, lá viveram em paz até o dia do grande voo. Era um casal de "corruíras". Os dois dividiam igualmente os trabalhos domésticos. Enquanto um cuidava do ninho o outro buscava gravetos e mais tarde alimentos para sua prole esfomeada.

Eram cinco moradores nesta pequena caixa de correio. Apesar do carteiro muitas vezes ter tentado a reintegração de posse, lá viveram em paz até o dia do grande voo. Era um casal de "corruíras". Os dois dividiam igualmente os trabalhos domésticos. Enquanto um cuidava do ninho o outro buscava gravetos e mais tarde alimentos para sua prole esfomeada.

Fonte: https://www.facebook.com/ultimotipo

Mundo Animal

Salvamento do Leãozinho

20, novembro, 2011

O mundo animal é espetacular! Enquanto as mães de hoje jogam seus filhos no lixo ou os afogam, as mães de quatro patas nos dão lições de vida. Vejam um exemplo disto, através das fotos abaixo:

Fotógrafo registra cenas de uma leoa resgatando o filhote a beira de um precipício

Fotógrafo registra cenas de uma leoa resgatando o filhote à beira de um precipício.

A mamãe desce no precipício para salvar sua cria.

A mamãe desce no precipício para salvar sua cria.

O filhote, esgotado começa a escorregar quando a mãe o segura com a boca e começa outra difícil tarefa de retornar ao topo do barranco.

O filhote, esgotado, começa a escorregar quando a mãe o segura com a boca e começa outra difícil tarefa de retornar ao topo do barranco.

O filhote, esgotado começa a escorregar quando a mãe o segura com a boca e começa outra difícil tarefa de retornar ao topo do barranco.

Filhote são e salvo!

A leoa, vitoriosa, acaricia o filhote que acaba de salvar.

A leoa, vitoriosa, acaricia o filhote que acaba de salvar.

Fonte: Blog do Caminho

Mundo Animal, Resgate

Devo cruzar meu animal?

18, agosto, 2011

Texto profundo, inteligente e muito esclarecedor. Por favor, leia até o final, vai valer muito a pena!

Todo mundo que tem uma fêmea pensa em cruzá-la ao menos uma vez. Ter uma ninhada parece coisa legal ­ mas cuidar de uma ninhada não é tão legal quanto parece. Criar cães envolve muito mais trabalho e responsabilidade do que as pessoas estão dispostas a ter. Antes de cruzar sua cadela, aqui alguns pontos importantes a considerar: Será que todos os filhotes encontrarão lares bons e permanentes? Estatísticas dos Estados Unidos falam que a cada hora nascem cerca de 2500 filhotes e 450 seres humanos. Portanto desde o nascimento, só um em cada quatro filhotes terá chances de encontrar um bom lar. Encontrar um lar permanente é ainda mais difícil somente um em cada 10 cães permanecem com seus donos originais por toda a sua vida. Cinco trocarão de dono antes de completar um ano de vida. E o saldo terminará em abrigos, abandonados ou indesejados. Mesmo que seu cão seja um cão de raça caro, seus filhotes estão sujeitos às mesmas estatísticas. Milhões de cães serão sacrificados anualmente em instituições ao redor do mundo já que não há lares suficientes para abrigá-los. Há tantos animais abandonados hoje em grandes cidades, que os legisladores já pensam em coibir ou limitar drasticamente a criação de cães.

Suas responsabilidades como criador/doador: você é pessoalmente responsável por cada filhote pelo resto de suas vidas. Sua responsabilidade não cessa no ato da venda/doação do filhote­ é bem aí que essa responsabilidade começa! Você é que vai ter que saber exatamente onde esses filhotes estarão daqui a seis meses, um ano ou cinco anos, e saber se os mesmos estão recebendo a atenção necessária. Você será responsável por todos os filhotes não vendidos/não doados e receber de volta aqueles que serão devolvidos após terem crescidos e seus donos não mais os quererem. Como somente um em cada 10 filhotes ficará com seu dono original por toda a sua vida, você terá que estar preparado a receber de volta uma boa parte de sua ninhada. A hora de se preparar para isso é agora ­ antes de trazer novos filhotes para esse mundo, não depois. Você terá espaço para esses cães? Tempo para cuidar deles? Parece que ter uma só ninhada não terá grande efeito sobre a população canina em geral ­mas se sua cadela tiver uma só ninhada de quatro filhotes e cada filhote produzir mais quatro filhotes, em 7 anos teremos 4.000 descendentes! Leia mais…

Artigos, Castração, Dicas, Material Educativo, Mundo Animal, Reflita!

Amizades inusitadas no reino animal

20, julho, 2011


O leopardo chamado “Salati” e o cachorro da raça golden retriever “Tommy” mantêm uma amizade inusitada em uma propriedade em Pretória, na África do Sul. Segundo o proprietário Richard Brooker, de 23 anos, os dois animais estão sempre juntos.

“Aonde um vai, o outro vai atrás”, disse Brooker, que mantém em sua propriedade de 750 hectares um programa para ajudar animais feridos ou órfãos, como elefantes, leões e girafas. É o caso de “Salati”, que era órfão e foi entregue a Brooker por um veterinário local.

“Aonde um vai, o outro vai atrás”, disse Brooker, que mantém em sua propriedade de 750 hectares um programa para ajudar animais feridos ou órfãos, como elefantes, leões e girafas. É o caso de “Salati”, que era órfão e foi entregue a Brooker por um veterinário local.
Casos semelhantes Leia mais…

Amizade, Fofurices, Mundo Animal, Notícias

Um deleite ….TUBARÕES: Até eles gostam de um cafuné

21, junho, 2011

Psicanalista afirma: o ser humano aprende a amar com os animais, e não o contrário

20, maio, 2011

Amor: lição número um. Foto: Cão Terapia

Não somos nós que adestramos os cachorros, são eles que nos adestram. E o que eles nos ensinaram, ou melhor, o que eles nos inculcaram em mais de 30 mil anos de olhares adoradores e de abanos de rabos frenéticos é o amor desinteressado.

Jeffrey Moussaieff Masson, psicanalista e estudioso de sânscrito norte-americano, que se dedicou à observação do comportamento animal, depois de ter afirmado que I cani non mentono sull’amore [Os cães não mentem sobre o amor] – lançado em 1999 – demonstra agora que os cachorros nos ensinaram essa capacidade incondicional de dar amor com a sua presença constante ao nosso lado no momento crucial de nossa evolução de Homo sapiens.

Masson é um dos escritores mais cultuados sobre o tema nos Estados Unidos, e seu livro Il cane che non poteva smettere d’amare [O cão que não podia deixar de amar], à venda a partir de hoje pela editora Tropea, não decepcionou os apaixonados pelo gênero. Como em seus livros anteriores, por meio da brincadeira tão querida pelos amantes de animais, Masson consegue contar anedotas sobre o seu cachorro, enriquecendo-as com teorias científicas fundamentadas.

Isso lhe ajuda a poder ambientar as suas descrições de corridas desenfreadas com orelhas esvoaçantes e língua de fora naquele paraíso terrestre que é a Nova Zelândia, onde Masson vive em uma casa à beira da praia, que se tornou uma espécie de área comum para cães, gatos, galinhas, ratos, pôneis e – mas eles parecem personagens secundários – humanos.

Será que aprenderemos a ser tão generosos um dia?

O ponto de partida de Masson para sua teoria dos cachorros “professores do amor” é uma tese muito debatida em etologia, isto é, a natureza das emoções dos animais. O psicanalista norte-americano vai mais longe ao afirmar que “os cães poderiam sentir algumas emoções mais intensamente do que nós” e que, observando-os, “poderemos ter um maior conhecimento das emoções que nos faltam”. Entre estas estão a “pura alegria de viver”, que permite que os cachorros “desfrutem o momento”, a capacidade emocional que, para Masson, governa a sua propensão a amar.

Outro marco do livro é a capacidade de comunicação dos cachorros, usuários de uma linguagem refinada e adaptada justamente em função da proximidade com o ser humano. Basta observar o lobo, do qual o cão domesticado descende, para ver como o movimento do rabo ou a postura corporal se modificaram para ser mais acentuado, mais legível pelo ser humano como sinais de interação.

Nisso, Masson também chega a hipotetizar uma adaptação recíproca da linguagem humana e chega a dizer – embora especificando que se trata de uma hipótese de difícil demonstração – que, “mediante a associação com os cachorros, nos transformamos de hominídeos primitivos a membros da espécie Homo sapiens”. Pareceria uma declaração de um animalista exaltado, se não fosse pelo fato de que, para provar a relação especial entre cães e seres humanos, Masson cita, e não de forma inadequada, Kant, Lévinas, além das mais recentes pesquisas mundiais no campo da psicobiologia, da etologia e da psicologia cognitiva, tanto que as 20 páginas de bibliografia final estão entre as mais preciosas do livro.

Os amantes dos gatos ficam um pouco decepcionados, mesmo que Masson deixe aberta uma possibilidade de emancipação também para eles, talvez capazes de também se tornarem adoradores em alguns milhares de anos. Ou talvez Masson deixa a porta aberta para nos provar, mais tarde, que os felinos são capazes de nos ensinar como nos tornamos independentes.

Fonte: ANDA

Artigos, Mundo Animal, Notícias, Reflita!

Pato vive em meio a capivaras em Blumenau

16, maio, 2011

Capivaras adotam pato que há 40 dias morava sozinho à margem do Rio Itajaí-Açu, no Centro

Eles dormem uns com os outros, nadam, contemplam o Rio Itajaí-Açu. O pato, de vez em quando, ajuda as capivaras a se coçar. Estão sempre juntos. Mas nem sempre foi assim. Há pelo menos 40 dias, a ave vivia sozinha na Avenida Beira-Rio, Centro de Blumenau. Esta semana, foi observada com novos companheiros.

O que ninguém sabe é como o pato foi parar ali, isolado de outros da mesma espécie - Artur Moser / Agencia RBS

O que ninguém sabe é como o pato foi parar ali, isolado de outros da mesma espécie - Artur Moser / Agencia RBS

Leia mais…

Amizade, Mundo Animal

Ninho de águias – acompanhe tudo o que faz a família 24 hs

26, abril, 2011

Ao vivo, 24 horas. Colocaram uma câmera no ninho, então é possível acompanhar as aguiazinhas pela internet.


Live video chat by Ustream

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mundo Animal