Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Internação’

Totó precisa da nossa ajuda

8, fevereiro, 2017
Totó foi resgatado recentemente da aldeia M´Biguaçu com sequelas graves causadas pela cinomose.
As patas traseiras estão tão fracas que ele se arrasta algumas vezes. Os movimentos involuntários o deixam cansado e bastante incomodado, então iniciamos um tratamento com o Dr. Lucas Bianchini com acupuntura e aplicação de ozônio para aliviar as sequelas.
 
Estamos com muitos animais internados, então toda ajuda, por menor que seja, nos permite continuar.
 
Banco do Brasil (banco 001)
Agência: 1453-2
Conta Corrente: 36.798-2
Titular: Organização Bem-Animal

Ação em comunidades indígenas, Internação, Mutirão Mata-fome , ,

31/01/2017: Internação Vermelha

31, janeiro, 2017
Fim de tarde, recebemos pedido de socorro da aldeia Praia de Fora 2, em Palhoça. Vermelha, que vive em corrente, havia sido picada por cobra. Dia de chuva, o trânsito estava um caos, mas o socorro chegou a tempo, felizmente. Pelo padrão hemorrágico, indica que foi jararaca. Recebeu o soro antiofídico na clínica veterinária onde Vermelha ficará até se recuperar.

Fim de tarde, recebemos pedido de socorro da aldeia Praia de Fora 2, em Palhoça.
Vermelha, que vive em corrente, havia sido picada por cobra. Dia de chuva, o trânsito estava um caos, mas o socorro chegou a tempo, felizmente. Pelo padrão hemorrágico, indica que foi jararaca. Recebeu o soro antiofídico na clínica veterinária onde Vermelha ficará até se recuperar.

Mais um caso de picada de cobra, desta vez na aldeia Praia de Fora 2, em Palhoça. Há duas semanas Tigresa, da aldeia Amaral, em Biguaçu, também foi picada no focinho. Felizmente, as duas receberam atendimento veterinário a tempo. O trânsito estava um caos, ainda pior com chuva, mas tudo deu certo!

Ação em comunidades indígenas, Internação, Mutirão Mata-fome , ,

PONG E TUPÃ

28, dezembro, 2016
Pong foi atropelado e teve uma luxação no quadril. Tupã estava com sintomas de intoxicação.

Pong foi atropelado e teve uma luxação no quadril. Tupã estava com sintomas de intoxicação.

Pong e Tupã são amiguinhos e moram na aldeia M´Biguaçu.

Ambos foram internados nesse mês para tratamento. Pong foi atropelado, já Tupã estava com sintomas de intoxicação. Felizmente já voltaram para casa recuperados.

Precisamos acertar as despesas na clínica veterinária para começar um novo ano sem dívidas. Toda ajuda é bem-vinda e nos permite continuar.

Banco do Brasil (banco 001)
Agência: 1453-2
Conta Corrente: 36.798-2
Titular: Organização Bem-Animal
CNPJ: 09.454.046/0001-55

Ação em comunidades indígenas, Internação , , ,

Ação na aldeia indígena Amaral – Internação Doguinha – 03/11/2016

4, novembro, 2016

Desde maio deste ano, quando a OBA! passou a amparar dez comunidades indígenas da Grande Fpolis, nosso dia a dia tem sido assim:

Filhotes medicados.

Filhotes medicados.

Medicamos os patudos doentes da aldeia Amaral , sendo que Doguinha, uma das cadelinhas mais doces desta comunidade, precisou ser internada.

 

Doguinha possivelmente não sobreviveria se continuasse na comunidade. Ela está com toxoplasmose, com sintomas graves como tremores, convulsões e falta de equilíbrio. Como a doença pode atingir o sistema nervoso do animal, está totalmente dependente de cuidados.

Recebendo soro na clínica veterinária.

Recebendo soro na clínica veterinária.

 

Além de ração para cães e gatos, levamos comida farta para uma família de porquinhos. Tita, a mamãe, ficou feliz e agradecida ao ver tanta comida boa para ela e seus filhotinhos.

Tita e os filhotes devoraram a comida.

Tita e os filhotes devoraram a comida.

 

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR O ÁLBUM DE FOTOS DESTE DIA. 

Ação em comunidades indígenas

Internação Doguinha – 03/11/2016

3, novembro, 2016

Mesmo com uma dívida alta na clínica veterinária, na visita à aldeia indígena Amaral não tivemos outra alternativa. Doguinha possivelmente não sobreviveria se continuasse na comunidade – assista ao vídeo para entender a gravidade:

Ela está com toxoplasmose, com sintomas graves como tremores, convulsões e falta de equilíbrio. Como a doença pode atingir o sistema nervoso do animal, Doguinha está totalmente dependente de cuidados.

Recebendo soro na clínica veterinária.

Recebendo soro na clínica veterinária.

 

Como ela não consegue se manter em pé e cai muito, colocamos um colchão para não se machucar.

Como ela não consegue se manter em pé e cai muito, colocamos um colchão para não se machucar.

O que nos mantém motivados e esperançosos é que já conseguimos recuperar alguns patudos que tiveram esta doença. Então com a Doguinha não será diferente, não é mesmo?

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR O ÁLBUM DE FOTOS DESTE DIA. 

 

 

Ação em comunidades indígenas

Cirurgia do Bruce

31, outubro, 2016
Hoje foi o dia da cirurgia do Bruce, da aldeia indígena Morro dos Cavalos, Palhoça. Esse menino é tão querido que acordou da anestesia com o rabinho abanando.
 
Bruce foi internado há duas semanas com o olho esquerdo vazado, por isso a necessidade da enucleação do olho.

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome

Internação Piutã – 18/10/2016

18, outubro, 2016

Piutã é uma cadelinha idosa, da senhora indígena que mora no alto da montanha, na aldeia Praia de Fora 2. Na “casa dos cães invisíveis”, lembram? Na visita do dia 18 (mesmo dia em que Bruce, do Morro dos Cavalos, foi internado com um olho gravemente ferido), encontramos Piutã adoentada e muito debilitada.

14563365_10154570612542319_4130701615094245387_n

Rui desceu a trilha com Piutã nas costas.

Ela teve uma ninhada há dois meses, pois sua tutora ainda não nos permitiu castrar todos os seus animais. Mas estamos avançando e conquistando resultados bem positivos. Para quem foi categórica em falar que não queria castrar nenhum animal, sete já foram castrados.

Piutã é uma cadelinha idosa e que já teve inúmeras ninhadas. Mas felizmente sua tutora permitiu que fosse castrada.

Piutã é uma cadelinha idosa e que já teve inúmeras ninhadas. Mas felizmente sua tutora permitiu que fosse castrada.

Na clínica veterinária foram feitos exames. Ela estava com uma grave infecção e anemia. Piutã continua recebendo tratamento com antibióticos e foi castrada.

Vejam como são lindos os filhotinhos dela. Se conseguirmos um novo lar para eles, a senhora já nos deixou doar.

AJUDE-NOS A DIVULGAR!!

 

 

 

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome

Internação Bruce – 18/10/2016

18, outubro, 2016
Bruce veio correndo ao nosso encontro nas duas vezes em que estava ferido. Ele sabe que pode contar conosco sempre que precisar.

Bruce sabe que pode contar conosco sempre que precisar.

Na ação de assistência aos animais da aldeia Morro dos Cavalos nesta semana, Bruce veio correndo ao nosso encontro quando o carro estacionou em frente à escola indígena. Ele estava com um olho gravemente ferido. Há dois meses, esta mesma cena se repetia, mas naquela vez, Bruce apareceu com espinhos por toda a face. Ele tinha atacado um porco espinho… Os espinhos infeccionaram, Bruce estava com a pele muito maltratada e com fungo.

Foram 45 dias de internação para que se recuperasse. Voltou para a aldeia castrado e com o pelo “lustrado”. Mas na visita desta semana a esta comunidade encontramos nosso doce amiguinho com um olho vazado, o pelo maltratado e as costelinhas começando a aparecer. Seus tutores não souberam dizer o que provocou o ferimento no olho.

Bruce está novamente sob nossos cuidados, e na próxima segunda-feira será a cirurgia para retirada do globo ocular esquerdo. Por favor, não estamos conseguindo atender tantas emergências nas comunidades indígenas amparadas, então toda ajuda será recebida com gratidão.

Banco do Brasil (banco 001) Agência: 1453-2 Conta Corrente: 36.798-2 Titular: Organização Bem-Animal CNPJ: 09.454.046/0001-55

 

 

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome

Internação Lupi – 17/10/2016

17, outubro, 2016

No Mutirão Mata-Fome de ontem, a equipe de voluntários identificou várias situações emergenciais, então hoje retornamos com a veterinária para tratamento desses peludos.

A situação mais preocupante era da cadelinha idosa Lupi. Ela está com erliquiose (doença do carrapato), com anemia profunda e com os ossinhos aparentes de magreza.

A erliquiose é uma doença infecciosa que, se não for tratada, provoca hemorragia e o animal pode vir a óbito. São 21 dias de tratamento, então nesse período Lupi ficará conosco recebendo cuidados.

 

Lupi estava muito fraca, então descemos a trilha com ela no colo.

Lupi estava muito fraca, então descemos a trilha com ela no colo.

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome

Ajude a OBA!

26, setembro, 2016

Bili foi um dos patudos internados no mês passado. Ele fraturou uma pata e precisou ficar na clínica veterinária até se recuperar. Foi castrado.

bili

As prestações de socorro não podem parar! 5,10 reais nos ajudam a continuar!

Banco do Brasil (banco 001)
Agência: 1453-2
Conta Corrente: 36.798-2
Titular: Organização Bem-Animal
CNPJ: 09.454.046/0001-55

Veja fotos do dia em que Bili foi internado: goo.gl/lS40gs

(foi no mesmo dia da internação dos irmãozinhos Tom e Tobi)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome , ,