Arquivo

Textos com Etiquetas ‘MUTIRÃO’

MUTIRÃO MATA-FOME – ANO 2016

9, fevereiro, 2017
Em 2016 assumimos o desafio de amparar mais comunidades indígenas, por se tratar de locais muito necessitados.

Em 2016 assumimos o desafio de amparar mais comunidades indígenas, por se tratar de locais muito necessitados.

Vivemos num mundo inquietante, onde toda beleza e dor que nos cerca nos afeta profundamente. A beleza nos acalma, a dor nos inquieta, sendo transformada num desejo de ajudar, mas muitas vezes não sabemos o caminho. Existem aqueles já engajados numa causa, e nós temos a nossa e a abraçamos com toda garra: lutar pelos animais de nossa cidade e das aldeias indígenas da região. Ao cuidarmos dos animais tratando as zoonoses, castrando-os e alimentando-os, estamos influenciando diretamente na saúde da população que com eles convivem, tornando um trabalho duplamente gratificante. Tudo isto só é possível graças àqueles que acreditam e nos apoiam, e a cada um que doa qualquer quantia, um saco de ração, medicamentos, casinhas etc. Não falamos ainda daqueles que doam um pouco do seu tempo precioso do final de semana para acarinhar os animais resgatados, levando-os para passear ou ajudando a buscar uma família amorosa.

Nas terras indígenas onde, até então, não existia nenhuma iniciativa a favor do bem-estar animal, nossa missão inicial foi restabelecer a saúde de centenas de animais, que se encontravam muito magros, com problemas de pele e parasitas

Nas terras indígenas onde, até então, não existia nenhuma iniciativa a favor do bem-estar animal, nossa missão inicial foi restabelecer a saúde de centenas de animais, que se encontravam muito magros, com problemas de pele e parasitas.

Veja o resultado da nossa paixão transformada em números, através de um de nossos projetos, o Mutirão Mata-Fome.

Muitos dos animais amparados já são castrados, pois esse é um trabalho que a OBA! vem desenvolvendo desde 2008. Cada castração é uma conquista, principalmente quando se inicia o trabalho em uma nova terra indígena, pois a castração ainda é um tabu e cercada de muitas crenças.

Muitos dos animais amparados já são castrados, pois esse é um trabalho que a OBA! vem desenvolvendo desde 2008.
Cada castração é uma conquista, principalmente quando se inicia o trabalho em uma nova terra indígena, pois a castração ainda é um tabu e cercada de muitas crenças.

MUTIRÃO MATA-FOME – RESULTADOS EM 2016:
• 10 comunidades indígenas visitadas: M´Biguaçu, Amaral, Amâncio, Canelinha, Itanhaém, Maciambu, Morro dos Cavalos, Cambirela, Praia de Fora 1 e Praia de Fora 2
• 400 animais, entre cães e gatos, amparados com alimentação e atendimento veterinário em visitas semanais ou quinzenais
• 132 castrações – 102 cães e 30 gatos
• 144 internações – 116 cães e 28 gatos
• 34 resgates – 29 cães e 5 gatos (destes 34 animais resgatados, 26 já foram abençoados com uma nova e linda família)

Sapeca não sobreviveria se não tivesse sido internada. Veja aqui: goo.gl/tqIgfx Assim como ela, muitos patudos estão vivos e bem graças ao rápido atendimento.

Sapeca não sobreviveria se não tivesse sido internada. Veja aqui: goo.gl/tqIgfx
Assim como ela, muitos patudos estão vivos e bem graças ao rápido atendimento.

Se você também é um apaixonado pelos patudos e apoia a nossa causa, estamos de braços abertos esperando por você!

Veja o resgate da Bambina aqui: goo.gl/rZtS4H A Bambina é o xodó da sua nova família, que não se importa por ela enxergar muito pouquinho (ela é completamente cega de um olho e o outro sofreu danos com uma conjuntivite). A nossa maior felicidade é receber depoimentos, fotos e vídeos desses anjinhos em seus novos lares.

Veja o resgate da Bambina aqui: goo.gl/rZtS4H
A Bambina é o xodó da sua nova família, que não se importa por ela enxergar muito pouquinho (ela é completamente cega de um olho e o outro sofreu danos com uma conjuntivite).
A nossa maior felicidade é receber depoimentos, fotos e vídeos desses anjinhos em seus novos lares.

SEJA VOLUNTÁRIO, APOIE, DIVULGUE.

Tigre foi resgatado da aldeia Praia de Fora/ Palhoça, uma das comunidades indígenas amparadas pela OBA! A mamãe dele, a Preta, morreu quando tinha poucos dias de vida. Mas ele foi criado por uma super mãe, a Kika, que alimentou duas ninhadas ao mesmo tempo. Agora o Tigre tem uma nova mamãe. Olha o jeito fofo com que ela dá uma bronquinha nele

Tigre foi resgatado da aldeia Praia de Fora/ Palhoça, uma das comunidades indígenas amparadas pela OBA!
A mamãe dele, a Preta, morreu quando tinha poucos dias de vida. Mas ele foi criado por uma super mãe, a Kika, que alimentou duas ninhadas ao mesmo tempo. Agora o Tigre tem uma nova mamãe. Olha o jeito fofo com que ela dá uma bronquinha nele

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome , ,