Arquivo

Textos com Etiquetas ‘TOTÓ’

Totó precisa da nossa ajuda

8, fevereiro, 2017
Totó foi resgatado recentemente da aldeia M´Biguaçu com sequelas graves causadas pela cinomose.
As patas traseiras estão tão fracas que ele se arrasta algumas vezes. Os movimentos involuntários o deixam cansado e bastante incomodado, então iniciamos um tratamento com o Dr. Lucas Bianchini com acupuntura e aplicação de ozônio para aliviar as sequelas.
 
Estamos com muitos animais internados, então toda ajuda, por menor que seja, nos permite continuar.
 
Banco do Brasil (banco 001)
Agência: 1453-2
Conta Corrente: 36.798-2
Titular: Organização Bem-Animal

Ação em comunidades indígenas, Internação, Mutirão Mata-fome , ,

Totó foi resgatado

29, janeiro, 2017
O Mutirão Mata-Fome de domingo passado foi o último do Totó. Ele é o novo morador do nosso lar temporário, que para muitos, assim como ele, é definitivo.
 
Totó é um sobrevivente da cinomose, e como vocês sabem, os cães que conseguem superar esta doença maldita, inevitavelmente, passam a ter alguma sequela. Desde então, Totó ficou com contrações involuntárias e fraqueza nas patas traseiras. Nas últimas visitas à aldeia M´Biguaçu, percebemos que os movimentos involuntários ficaram ainda mais intensos, comprometendo a sua sobrevivência na aldeia.
 
Não tivemos outra opção. A medicação do Totó é diária, não dá para esquecer ou dar de vez em quando. Como ele está em visível sofrimento, pois as sequelas causam desconforto e desgastam fisicamente, iniciaremos um tratamento com acupuntura também, além da homeopatia e vitaminas. Mais uma vez, Totó precisa do apoio de todos nós!
 
PRIMEIRA INTERNAÇÃO – AGOSTO/2016
 
Veja a primeira internação do Totó, quando foi internado em agosto para tratamento de papilomatose (verrugas na boca) e sarna: goo.gl/58LPvQ (na aldeia, o nome dele era Tobi).
 
Nesta ocasião, saiu da clínica recuperado, castrado e com uma dose de vacina importada. Quando voltou para a aldeia, a família da casa vizinha estava com um filhotinho recém-adotado – e que estava com cinomose. Morreu dias depois. Totó só não teve o mesmo destino porque tinha uma dose de vacina.
 
É esta realidade que a OBA enfrenta, mesmo educando e conscientizando os indígenas de que trazer novos filhotes é colocar em risco a vida de todos os outros. Mas as transformações estão acontecendo e são muitas, não podemos desanimar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ação em comunidades indígenas, Mutirão Mata-fome , ,