Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Vivissecção’

Objeção de Consciência e Ensino Responsável

14, abril, 2011

Grupo indepente realiza ação de conscientização em Universidade Federal

Por Giovanna Chinellato

Na manhã de ontem, 13/04, doze ativistas independentes e duas representantes da ong OBA Floripa e do Projeto Adote um Orelhudo reuniram-se em frente ao Restaurante Universitário da UFSC (Florianópolis) para conversar sobre objeção de consciência com os estudantes que aguardavam na fila para almoçar. Com uma barraca, panfletos, cartazes e documentos que demonstram quais são as alternativas, os ativistas explicaram aos estudantes de cursos que têm aulas práticas com animais que caso não queiram participar das mesmas, eles podem recorrer à lei e o professor é obrigado a fornecer alternativas. A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) tem um biotério de onde são encaminhados 500 ratos e comundongos por semana para pesquisas, além de beagles, pombos, cabras, sapos.

top7

“Estou chocada. Eles têm mesmo duzentos beagles no biotério?”, foi o comentário de uma estudante de arquivologia que parou na barraca após receber um panfleto. A reação de espanto foi recorrente, já que os alunos de cursos sem animais sequer sabiam da existência dos biotérios. Mais de 120 assinaram imediamente o abaixo-assinado que visa propor um projeto de lei proibindo uso de animais no ensino em Santa Catarina.

Com excessão de alguns poucos, os alunos de medicina, farmacologia, biologia, odontologia, psicologia e educação física também se interessaram pela causa, e muitos pediram o contato dos ativistas para organizarem o pedido de objeção em conjunto. “Eu já me informei disso logo que entrei, é ótimo encontrar vocês aqui hoje”, comentou um calouro do curso de medicina. “Tenho, inclusive, vários amigos que se interessaram também. Vou até levar alguns panfletos a mais.”

top9

O curso de medicina, na UFSC, é o que tem mais aulas práticas com animais, incluindo matérias obrigatórias com ratos e optativas com os beagles. Há dois anos, um grupo de alunos levou o pedido de objeção à justiça e conseguiu poupar-se das aulas práticas. Não se sabe a influência dessa atitude na retirada da matéria de práticas cirurgicas em beagles da grade de obrigatórias.

Fotos: https://picasaweb.google.com/libertandoalfredo/AcaoIncentivandoAObjecaoDeConscienciaUFSC13042011#

Fonte: ANDA

Protesto ,

HOJE, às 11 h: Todos na UFSC Contra a Vivissecção!!!

13, abril, 2011

Manifestações Contra a Vivissecção

11, abril, 2011

16 de abril é o Dia Internacional de Protesto contra a Experimentação Animal e a Vivissecção. Nesse dia, em várias cidades do Brasil e grandes capitais européias (veja aqui), ONGs e movimentos de defesa animal promovem manifestações para levar ao conhecimento do público a cruel realidade que vivem animais nos laboratórios e instituições de pesquisa. Em São Paulo, a manifestação acontecerá no MASP – Avenida Paulista, às 10h.

pare

Aqui em Floripa, o ato contra a Vivisseção acontecerá na próxima quarta-feira, dia 13, na UFSC – uma das universidades que mais usam animais em Santa Catarina. >>Veja fotos aqui

ato contra vivissecção

VAMOS ACABAR COM O HOLOCAUSTO ANIMAL!

Veja os materiais educativos da Justiça Animal sobre o assunto (clique em ‘Leia mais’):

Leia mais…

Protesto ,

UNISUL e FURB, parem de matar nossos animais!

17, novembro, 2010

Atualizando em 17/11/2010: Segue nota de esclarecimento da Unisul: http://www.obafloripa.org/blog/2010/11/nota-de-esclarecimento-da-unisul/

Carta-protesto enviada pela OBA à Unisul e Furb, em repúdio ao projeto de extensão que visa atingir cães com armas de fogo para estudar Laparotomia X Laparoscopia (clique aqui para ler o projeto).

todos tremem diante da violencia

FURB e UNISUL,

Injustiça: alguém de maior força usa de poder para abusar de alguém de menor força, um inocente.

Injustiça: quatro pesquisadores confinam, mutilam e dispõem da vida de 25 cadelas em um experimento completamente desnecessário e ultrapassado.

Como defensores da vida, manifestamos nosso protesto e repúdio a esta atrocidade cometida contra seres indefesos. Terem seus corpos e suas vidas usadas como algo inanimado e insensível é, definitivamente, um exemplo brutal de injustiça. Universidades como Harvard, Stanford, Yale, do ABC Paulista já aboliram o abuso de animais em testes. O governo canadense aprovou uma lei que proíbe as universidades de usar animais. A Europa proibiu o teste de cosméticos em animais e praticamente aboliu a exploração de primatas pela “ciência”.

Leia mais…

Protesto

Protesto divulgado nos principais sites de proteção animal do país

16, novembro, 2010

Atualizando em 17/11/2010: Segue nota de esclarecimento da Unisul: http://www.obafloripa.org/blog/2010/11/nota-de-esclarecimento-da-unisul/

De: Todos Contra a Unisul <todoscontraaunisul@gmail.com>
Para: Justiça Animal <justice.animal@gmail.com>
data: 14 de novembro de 2010 21:25
assunto: UNISUL E FURB FINANCIAM EXPERIMENTO CRUEL CONTRA CÃES COM ARMAS

PROJETO DA UNISUL VISA ATINGIR CÃES COM ARMAS DE FOGO PARA ESTUDAR LAPAROTOMIA X LAPAROSCOPIA

Uma fonte anônima fez chegar até a proteção animal cópia de um projeto desenvolvido na Divisão de Experimentação da Disciplina de Técnica Cirúrgica da Universidade Regional de Blumenau – FURB (Programa Unisul de Incentivo a Pesquisas – PUIP). O texto é chocante e de causar enorme indignação e revolta – LEIA AQUI. Serão (ou estão sendo) utilizados 25 cães do sexo feminino, sem raça definida (tudo indica que seriam cães recolhidos nas ruas, porque cães de biotério geralmente são da raça beagle). Vinte desses cães, segundo o texto do projeto, serão submetidos a “ferimento intra-abdnominal” por arma de ar comprimido. Depois de anestesiados, será realizado o disparo, sendo que não haverá distância entre o cano da arma e o corpo do animal.

Leia mais…

Protesto

Preparado(a) para a bomba que vem por aí? Denúncia grave contra a UNISUL e FURB

15, novembro, 2010

Atualizando em 17/11/2010: Segue nota de esclarecimento da Unisul: http://www.obafloripa.org/blog/2010/11/nota-de-esclarecimento-da-unisul/

Desculpem pela demora na publicação do relato sobre a manifestação contra a vivissecção, que aconteceu na quinta-feira passada, na UFSC. Precisávamos nos orientar com advogados antes de divulgar a bomba a seguir.

Estávamos em sete voluntários recolhendo assinaturas na fila do Restaurante Universitário e o mais gratificante foi receber o apoio dos alunos da própria universidade que tortura animais. Conversamos a respeito do uso de animais vivos em aulas e testes, mostramos as alternativas e demos os exemplos de universidades que já não utilizam animais (do ABC Paulista, Stanford, Harvard, Yale). Alguns alunos de medicina foram resistentes no início, mas acabavam concordando com a ética.

O dia só ficou sombrio mesmo quando notamos um envelope em cima da mesa (obrigada a quem quer que seja que tenha deixado-o lá. Como nossa barraca permaneceu lotada desde o início da manifestação, não sabemos quem foi). Dentro do envelope pardo, constava um projeto para pesquisa em “25 cães, do sexo feminino, sem raça definida, com peso variando de 10 a 12 kg”. Preparado (a) para um relato do inferno? 20 delas serão baleadas no abdômem (sim, baleadas com arma de fogo), para estudar Laparotomia X Laparoscopia. O quê? Sim, isso mesmo que foi dito. Confirmamos a veracidade do projeto e temos várias frentes de ação encaminhadas. Se tiver coragem e um coração de pedra, confirme o relato todo aqui.

Protesto

É HOJE! Manifeste-se contra a Vivissecção!

11, novembro, 2010

libertando o alfredo

Caras pessoas com o poder de mudar a realidade,

Venho pedir-lhes sua voz.

Hoje, a partir das 11h, um grupo de voluntários vestidos de preto, em luto por meus colegas, estará coletando assinaturas e conversando com estudantes na Universidade Federal de SC sobre os animais que morrem entre aquelas paredes. O que peço é simples: doe apenas uma hora das 168 que você terá nessa próxima semana para falar por nós, os trancafiados em biotérios.

Por favor, por favor, erga a voz!

Quinta-feira (11/11) às 11h em frente à reitoria da UFSC

Vir de preto, afinal, dezenas de animais estarão morrendo da pior maneira possível …bem ali ao lado.

Daquele que humildemente lhes fala
pelos irmãos que não podem fazê-lo,
Alfredo
Acesse libertandoalfredo.blogspot.com


Protesto , , ,

O Chamado de Barry Horne- MANIFESTAÇÃO CONTRA VIVISSECÇÃO

6, novembro, 2010

Por causa da chuva, a manifestação foi transferida para amanhã (quinta, 11/11), mesmo local e horário.

A data de ontem, 05 de novembro de 2010, marca o nono aniversário da morte de Barry Horne, ativista pelos direitos animais condenado a 18 anos de prisão por suas ações em prol da libertação animal, que veio a falecer na prisão após a sua terceira greve de fome que durou 68 dias e pedia a atenção do governo britânico para o pleito dos animais explorados em laboratórios. Suas ações enquanto estava encarcerado iniciaram uma onda de ações pela libertação animal e sua memória inspira ativistas até hoje. (George Guimarães) Leia Mais -VEDDAS.


Aproveitando a ocasião, lembramos que existem milhares de ratos e algumas centenas de beagles nos biotérios da UFSC. A Unisul e a Univale também realizam testes em animais, inclusive coelhos e pombos. Aulas com animais são, além de ilegais (”proibido realizar experimento doloroso ou estressante em animal vivo caso existam alternativas disponíveis”), desnecessárias, crueís e pouco eficientes. Por esse motivo, estamos convocando voluntários para uma manifestação na UFSC na próxima quinta-feira, às 11h (horário de pique no RU). O objetivo é conseguir assinaturas para proibir o uso de animais em aula e mostrar aos alunos a cruel realidade que divide os prédios de aula com eles. Mais informações sobre testes/aulas com animais: 1R.


MANIFESTE-SE!
Quinta-feira (11/11), 11h, em frente à reitoria da UFSC
Se possível, vir de preto para demonstrar luto




Para todos nós que lutamos por aqueles que não podem se defender, fica aqui um trecho da carta que Barry Horne escreveu durante sua última greve de fome (que acabou matando-o):

É sempre mais fácil ver as razões pelas quais não podemos ser bem-sucedidos, sempre mais fácil balançar os ombros e acreditar que o melhor que podemos fazer é tentar, quase que como uma ação de consolo. Sem acreditar no sucesso, o sucesso se torna difícil de ser alcançado, quase uma impossibilidade. Assim como a libertação animal na verdade, [que dizem ser] um conceito impossível. No entanto, sabemos que não é, ou senão pelo que estamos lutando? Nunca devemos temer o sucesso das nossas ações ou deixar de acreditar nele. E nunca devemos temer querer alcançar as estrelas, se isso for preciso. [...] como poderíamos pedir por menos? Fazer isso é condenar tantos animais a uma vida de sofrimento e morte. Acredite em mim, é chegada a hora de alcançar aquelas estrelas e acreditar que isso é possível.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protesto , , ,